icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
07/07/2014
14:18

A Fifa confirmou nesta segunda-feira, no encontro diário com a imprensa no Maracanã, a divulgação de todos os contatos telefônicos de membros da entidade no Brasil à Polícia Civil, que investiga participação de funcionário da instituição no esquema de cambistas exposto na operação "Jules Rimet".

A solicitação se deve ao registro de 900 ligações entre o suposto líder do esquema, o argelino Lamine Fofana, e um número de serviço da Fifa. A relação foi revelada no domingo, pela TV Globo. Quem garantiu a entrega da lista de contatos foi a chefe do departamento de comunicação da entidade, Delia Fischer.

- Estamos colaborando integralmente com as investigações. Isso inclui o fornecimento da lista telefônica e qualquer serviço nesses números. Isso está sendo levado muito a sério e qualquer violação será investigada e sancionada - afirmou.

Além da prisão de 11 pessoas, a operação "Jules Rimet" já apreendeu 100 ingressos, além de dinheiro e máquinas para pagamento com cartões de crédito. Os bilhetes apreendidos eram destinados, por exemplo, a membros de comissões técnicas de seleções e patrocinadores da Fifa. O lucro da quadrilha chegava a R$ 1 milhão por jogo.