icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
23/04/2014
11:35

Ao voltar a marcar depois de cinco jogos sem gols, Leandro chegou apenas ao seu terceiro tento no ano. Ainda assim, o atacante não deixa de acreditar no seu "espírito vencedor" e, por isto, se vê com totais condições de repetir o rendimento de 2013. Quando chegou ao clube, o atacante marcou 19 gols, e foi o artilheiro da equipe no ano.

- Sem dúvida, dá. Sei que tenho capacidade para chegar na marca, mas estou bem tranquilo, como falei. Meu objetivo principal é de que o Palmeiras vença. E quero ajudar, seja marcando ou fazendo gols - resumiu o jogador nesta quarta-feira, durante entrevista na Academia de Futebol.

Ao longo deste período de jejum, o atleta passou por um período de treinos com a Seleção pré-olímpica, e voltou às vésperas da partida contra o Criciúma, no domingo. Reserva pelo pouco tempo com o grupo, ele entrou no segundo tempo e marcou para empatar a partida. O lance serviu para encerrar sua chateação.

- Quando o jogador começa a ficar muito tempo sem marcar, querendo ou não, fica um pouco chateado. Mas o Kleina tem falado muito comigo para me tranquilizar, tem total confiança em mim. Sei do meu potencial, sou bem tranquilo. Independente (sic) do tempo que ficar sem gols, tem que estar focado porque não iria ficar sem marcar para sempre - falou o jogador.

Apesar da coincidência do gol após sua passagem pela Seleção, o camisa 38 evitou fazer relações. Segundo ele, seu espírito vencedor aparece tanto na equipe nacional, quanto no Alviverde.

- Ir para a Seleção sempre é um privilégio muito grande, independente se for base ou principal. É um ambiente diferente, mas acho que o espírito tem que ser o mesmo. Tenho o espírito vencedor, graças a Deus conquistei muitas coisas na vida mesmo sendo jovem, e quero sempre estar ganhando. Passei por um momento sem gols no Paulista, mas faz parte, já tinha dito que o gol ia chegar naturalmente. Veio na hora certa - encerrou.