icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
11/12/2013
08:29

Apesar de ter desconversado sobre o novo técnico do Fluminense, Peter Siemsen já iniciou contatos e em breve o nome será anunciado. Por enquanto são três os candidatos: Cristóvão Borges, Enderson Moreira e Ney Franco. Ontem, durante a entrevista coletiva, o presidente tricolor garantiu que ele mesmo escolherá o treinador.

– Quem tomará a decisão sobre o novo técnico serei eu mesmo. Podem perguntar sobre o assunto a mim mesmo ou ao novo gestor – disse.

Cristóvão Borges, que comandou o Bahia no Campeonato Brasileiro, foi o primeiro a ser procurado pela diretoria e já havia iniciado conversas com Rodrigo Caetano, agora ex-diretor executivo de futebol.

Com Ney Franco, nome preferido pelo presidente tricolor antes da contratação de Vanderlei Luxemburgo, Peter conversou sábado passado, no Barradão, em Salvador. Ney ainda não acertou a permanência no Vitória, mas tem mercado no Brasil.

Este poderia ter sido o treinador tricolor após a saída de Abel Braga, caso Celso Barros, presidente da Unimed-Rio, não tivesse pedido a Peter Siemsen a contratação de Luxemburgo. Celso argumentou dizendo que “era um sonho trabalhar com Luxa”, e o presidente tricolor aceitou. Mas o sonho acabou se tornando um pesadelo para ambos.

Enderson Moreira, cujo contrato com o Goiás termina no fim do ano, também agrada. O problema, neste caso, pode ser o salário. A proposta tricolor teria sido menor do que outras que Enderson recebeu depois da boa campanha no Brasileiro com o Esmeraldino.
Sobre Renato Gaúcho, um nome especulado, Peter disse tratar-se de um “ídolo do Fluminense.”

– Todos os nomes que me perguntarem vou dizer que gosto pela história, títulos... Não adianta especular – disse Peter.