icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
30/03/2014
17:58

Na Arena, a ideia era ter uma vantagem. Depois do primeiro tempo, a impressão é que seria possível. Mas em uma Arena lotada, o Grêmio permitiu a virada após um Internacional modificado no segundo tempo. Rafael Moura, com dois gols, venceu o duelo particular com Barcos, que anotou o do Tricolor, para garantir a vitória colorada. Marcelo Grohe evitou uma derrota maior dos tricolores na primeira final do Campeonato Gaúcho, neste domingo.

O próximo duelo entre os dois para decidir o Gauchão será no dia 13 de abril, ainda sem local definido. O resultado dá vantagem aos colorados, que podem até empatar ou perder por 1 a 0 que se sagram tetracampeões gaúchos. A diretoria afirma que fará todo esforço para colocar o jogo no Beira-Rio. Há uma folga pelas festividades de reinauguração do estádio, dias 5 e 6. O Tricolor joga nesta quarta pela Libertadores, na Colômbia, contra o Atlético Nacional (COL).

JOGO ABERTO E GRÊMIO DOMINA

Antes da partida, a expectativa que rondava o clássico de número 400 tinha como pauta o momento dos clubes. Os finalistas do Campeonato Gaúcho chegavam ao Gre-Nal com bons resultados e atuações também boas. O jogo condisse com a qualidade das equipes.

O início do jogo teve dois times buscando o ataque e com formações táticas bem definidas. O Grêmio, com a velocidade de Luan e Dudu, conseguia espaços entre os defensores colorados. Dudu entrou à dribles pelo meio e finalizou sobre o gol de Dida. O Inter respondeu com Willians e especialmente Alex. O meia cabeceou na pequena área após cruzamento de Rafael Moura e Marcelo Grohe fez milagre.

O Tricolor continuou em cima. Barcos, em boa fase, tinha vantagem sempre sobre os zagueiros colorados. Em cruzamento de Pará, o Pirata se antecipou ao veterano Juan e abriu o placar do clássico aos 14 minutos. Foi o 11° gol do Pirata na Arena em 2014. Em três Gre-Nais no estádio, o camisa 9 deixou sua marca em todos.

O jogo seguiu aberto. Diferente do histórico de Gre-Nais, teve grandes momentos ofensivos, talvez graças aos técnicos Abel Braga e Enderson Moreira. Riveros, duas vezes, perdeu na frente de Dida, uma delas exigindo grande defesa do veterano. Do outro lado, Jorge Henrique e Aránguiz também tentaram.

ABEL MUDA E INTER VIRA

O Colorado voltou com duas mudanças. Ernando na vaga de Juan, que sentiu problema muscular. E Alan Patrick no lugar de Jorge Henrique. D'Ale voltou para o lado direito. E ali o Inter viu um bom caminho. Aránguiz, mais liberado, apareceu duas vezes por ali. Na segunda, após enfiada de bola milimétrica de Alex, colocou na cabeça de Rafael Moura. Aos 8 minutos, o He-Man marcou seu primeiro gol em Gre-Nal.

Com as mudanças, o Inter voltou à sua formação com um tripé no meio-campo e Alan Patrick aberto pela esquerda e D'Ale pela direita. O Inter, na marcação, formava uma linha de praticamente cinco no meio-campo. E quebrou a velocidade do jogo gremista.

A velocidade agora vestia vermelho. Em contra-ataque após erro de Rhodolfo em escanteio, Alan Patrick lançou Ernando. Fabrício acompanhou e recebeu ao lado da área. O lateral achou Rafael Moura, e o He-Man virou o jogo aos 27 minutos.

Enderson tentou o troco com os gringos Alán Ruiz e Maxi Rodríguez. Só que o Grêmio não conseguiu passar da linha de marcação colorada. Luan não repetiu a boa atuação do primeiro tempo, embora tenha tido lampejos. Assim, a vitória colorada se consolidou.

Ao final do clássico, após ficar com a bola na bandeira de escanteio, a primeira confusão do clássico: Gilberto se irritou com Wendell e o tempo fechou até o término do jogo.

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 1 X 2 INTERNACIONAL

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Data-hora: 30/03/2014 - 16h
Árbitro: Leandro Vuaden
Auxiliares: José Franco Filho e Rafael Alves
Público-renda: 39.874 (37.444 pagantes) - R$ 1.903.957,00
Cartões amarelos: Willians, Paulão, Gilberto (INT) Edinho, Wendell (GRE)

Gols: Barcos - 14'/1°T (1-0), Rafael Moura - 8'/2°T (1-1), 27'/2°T (1-2)

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Pará, Werley, Rhodolfo e Wendell; Riveros (Maxi Rodríguez - 33'/2°T), Edinho, Ramiro e Dudu (Alán Ruiz - 25'/2°T); Luan (Jean Deretti - 39'/2°T) e Barcos - Técnico: Enderson Moreira.

INTERNACIONAL: Dida; Gilberto, Paulão, Juan (Ernando - intervalo) e Fabrício; Willians, Aránguiz e Alex (Ygor - 35'/2°T); D'Alessandro, Rafael Moura e Jorge Henrique (Alan Patrick - intervalo) - Técnico: Abel Braga.