icons.title signature.placeholder Pedro Leanza
16/03/2014
17:51

Enquanto a delegação rubro-negra viajava para a Bolívia, local do jogo contra o Bolívar na próxima quarta, pela Copa Libertadores, o time repleto de jogadores da base representava bem o Flamengo no Carioca. A equipe C rubro-negra arrancou um bom empate com o Bangu em 2 a 2, na tarde deste domingo, no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.

Após estar perdendo por dois gols de vantagem, o time do técnico Marcelo Buarque conseguiu a igualdade com dois tentos de Nixon, no segundo tempo. Os gols do Bangu foram feitos por Willen e Christiano. A partida marcou o retorno Luiz Antonio, com direito a assistência para o primeiro gol de Nixon.

Campeão antecipado da Taça Guanabara, o Fla chegou aos 35 pontos na competição. O Alvirrubro, por outro lado, permanece com 17 pontos, em nono. Na próxima rodada, o Rubro-Negro terá a Cabofriense pela frente. O Bangu encerra sua participação contra o Boavista.

GOLPE NO FIM

A primeira boa chance foi do Flamengo no jogo aconteceu com Nixon. A zaga adversária vacilou e o atacante, de frente para o gol, chutou para fora. A resposta do Bangu, porém, não demorou para acontecer. Almir deu ótimo passe para Christiano, que bateu cruzado, assustando o goleiro Luan.

LEIA MAIS:
> Autor de dois gols, Nixon não reclama de empate: 'Está de bom tamanho'
> Luiz Antonio celebra retorno ao Flamengo com assistência: 'Fico feliz'
> Marcelo Buarque comemora atuação de jovens e agradece o apoio de Jayme


À medida que o nervosismo inicial ia acabando, os meninos rubro-negros passavam a ameaçar mais o Bangu. Aos 12 e aos 19 minutos, por exemplo, o Fla quase abriu o placar. No primeiro lance, Igor Sartori chegou a colocar a bola dentro do gol. O árbitro, entretanto, assinalou impedimento. Na chance seguinte, Rodolfo obrigou o goleiro Rafael a fazer duas ótimas defesas.

Mesmo demonstrando personalidade em campo, o time da Gávea sofreu um duro golpe no fim do primeiro tempo. Aos 43, Willen tabelou com Rodrigo Pinho, entrou na área e tocou na saída do goleiro Luan para abrir o placar.

EMPATE HERÓICO

O começo da segunda etapa freou momentaneamente o poder de reação do jovem time rubro-negro. Aos três minutos, após uma confusão na área do Fla, Christiano aproveitou a sobra e chutou de primeira, sem chances para Luan. Festa do alvirrubro na Cidade do Aço.


                Luiz Antonio volta a vestir as cores do Flamengo  (Foto: Bruno de Lima/ LANCE!Press)

Em desvantagem no placar, Marcelo Buarque resolveu promover a reestreia de Luiz Antonio com a camisa rubro-negra. E foi aos 14 minutos que o volante, logo em sua primeira jogada, cruzou para Nixon, de cara para o gol, diminuir o placar. O gol, inclusive, encorajou o Fla, que não demorou para empatar. Nixon, mais uma vez, aproveitou bom passe de Igor Sartori para chutar e deixar tudo igual.

Com o 2 a 2 no placar, a partida ficou mais equilibrada. Ambos os times chegavam com perigo. Aos 35 minutos, Mattheus quase virou o duelo, com um chute de fora da área. O meia, inclusive, protagonizou um lance bizarro três minutos depois. Luiz Antonio tocou para o filho do ex-jogador Bebeto, que, sem goleiro, cabeceou para fora.

Apesar de boas chances, o placar não mudou mais. E o time C do Fla até que não fez feio.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 2 X 2 BANGU

Local: Raulino de Oliveira, Volta Redonda (RJ)
Data/horário: Domingo, às 16h
Público/renda: 608 pagantes/ R$ 14.860,00
Árbitro: João Ennio Sobral (RJ)
Auxiliares: Dibert Pedrosa (RJ) e Jackson Lourenço (RJ)
Cartões amarelos: -
Cartões vermelhos: -

GOLS: Willen, aos 43'/1º (0-1); Crhistiano, aos 3'/2ºT (0-2); Nixon, aos 14'/2º (1-2); Nixon, aos 20'/2ºT (2-2)

FLAMENGO: Luan, Digão, Fernando, Frauches e Jorge; Léo Henrique, Márcio Araújo, Mattheus (Cafu, aos 44'/2ºT) e Rodolfo (LUiz Antonio, aos 12'/2ºT); Igor Sartori (Douglas Baggio, aos 34'/2ºT) e Nixon. Técnico: Marcelo Buarque

BANGU: Rafael; Felipe Foca (Tiago, aos 46'/2ºT), Vágner, Heitor e Christiano; Raphael, Juninho, Rodrigo Dantas (Douglas Tuchê, aos 25'/2°T) e Almir; Willen e Rodrigo Pinho (Geovani, aos 33'/2ºT). Técnico: Mário Marques