icons.title signature.placeholder Rodrigo Vessoni
01/04/2014
19:12

Cabañas foi apresentado na tarde desta terça-feira no Tanabi, equipe da quarta divisão do futebol paulista. Uma apresentação diferente daquela que o jogador nos tempos de glória estava acostumado. A começar pela recepção, com direito a uma carreata que parou a pequena cidade do interior de São Paulo, trio elétrico, queima de fogos e elogios de astro mundial nos microfones do carro de som.

O paraguai, visivelmente cansado pela longa viagem de Itaguá (PAR) e um tanto quanto tímido, concedeu entrevista coletiva no Ginásio Municipal, sob os olhares curiosos dos jovens que serão seus colegas de trabalho por alguns dias. Cabañas assinou contrato com o Tanabi para atuar apenas três jogos pela quarta divisão do futebol paulista, mas seu sonho mesmo é o de voltar ao Maracanã.

Palco do jogo em que acabou com o Flamengo, ao fazer dois gols na vitória do América (MEX) na Libertadores 2008, o jogador demonstrou desejo em retornar ao palco de encerramento da Copa do Mundo.

- São tempos bons lembrar isso, eu nem ia jogar contra o Flamengo porque jogaria pela seleção do meu país depois. Eu disse ao treinador que jogaria, e joguei. Ele me disse que colocaria por uns 35 minutos e, depois que eu entrei, metemos três gols no Flamengo. Sonho em voltar ao Maracanã um dia, mas quero pensar aqui no Tanabi antes - afirmou.

Relembre os gols do jogo em que Cabañas virou carrasco do Flamengo

Cabañas assinou com o Tanabi por três meses, por obrigação imposta pela Federação Paulista. A primeira será no dia 6 de abril, contra o Olímpia, na estreia do Paulista. Depois enfrentará Fernandópolis e Barretos. Com sinceridade, o presidente do novo clube de Cabañas, Irineu Alves Ferreira, afirmou que deseja que Cabañas participe apenas do primeiro jogo.

- Que ele jogue um jogo, tenha destaque e vá brilhar em grandes clubes do mundo - afirmou o presidente do Tanabi.

Veja os principais trechos da entrevista coletiva de Cabañas:

CHEGADA AO TANABI
"Tenho 33 anos e quero mostrar que eu ainda posso jogar futebol. Quero fazer um grande campeonato. Estou muito feliz pela recepção e agradeço por isso. Graças ao futebol estou jogando e agradeço muito por isso. Contato foi com meu representante e eu disse que nao teria problema nenhum em jogar no Tanabi".

OUTRAS OFERTAS
"Havia uma equipe mexicana que queria me contratar, do Brasil apenas o Tanabi"

ESTREIA
"Quero demonstrar minha condição no campo, quero mostrar que posso jogar. Se depender de mim, jogo já neste domingo" (treinador pega o microfone e confirma sua participação)

SEQUELAS
"Dificuldade eu não tenho. Eu sai campeão com uma equipe paraguaia e fui eu que decidi parar de jogar lá. Posso render aqui também"

ÍDOLO
"Meu ídolo sempre foi o Ronaldinho e já nos enfrentamos"

LÍDER
"Quero falar com meus jogadores, mas no campo não se fala nem se discute, vai lá e joga"

PADARIA
"Na padaria eu ajudava meus pais, eu jogava e não tinha tempo para trabalhar. A padaria foi dada por mim aos meus pais"

FUTURO
"Nesse momento eu quero pensar nessa equipe, fazer essa equipe fazer coisas grandes. O futuro quem sabe é Deus. O que me move é o futebol,  é minha vida.  Quero primeiro jogar bem, mostrar meu futebol e se possível ganhar títulos"

PRIMEIRO GOL
"Se eu fizer um gol vou dedixar as pessoas de Tanabi e a Deus, que eu tenho sua imagem tatuada no meu corpo"