icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
30/03/2014
19:27

Teve de tudo em Fortaleza neste domingo, inclusive um bom clássico entre Ceará e Fortaleza. A capital cearense viveu um dia tenso por causa dos conflitos e confusões protagonizados por torcedores, até mesmo na arquibancada do Castelão, onde o Vozão venceu o Tricolor por 3 a 1 e detonou a invencibilidade de 25 jogos do rival.

O nome do clássico foi o atacante Bill, do Ceará. Ele entrou aos 20 minutos do segundo tempo, com 1 a 0 a favor do Fortaleza. Mas marcou duas vezes, deixando o Vozão em vantagem. Magno Alves, aquele ex-Fluminense, completou a farra alvinegra na etapa final.

Apesar do resultado, o Fortaleza terminou o hexagonal final do Cearense na liderança e pega o Icasa na semifinal. Já o adversário do Ceará na próxima fase será o Guarany de Sobral.

Fora das quatro linhas, o clima foi tenso. Os casos mais graves foram a pancadaria no meio da torcida do Fortaleza durante o intervalo e o disparo de um tiro no entorno do estádio, que atingiu a perna de um torcedor.

Pancadaria tomou conta de um espaço na arquibancada destinada à torcida do Fortaleza (Foto: Bruno Gomes/Diário do Nordeste)

Ainda no lado de fora do Castelão, a polícia deteve 75 pessoas, envolvidas em confusões antes do jogo. O autor do disparo não estava entre eles.

A onda de violência não respeitou nem a presença da PM. Em Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza, um grupo de torcedores uniformizados tentou assaltar um policial. O resultado foi troca de tiros e um rapaz ferido.