icons.title signature.placeholder Paulo Victor Reis
20/03/2014
12:06

Mesmo sem receber jogos e com a concessão temporariamente suspensa, o Engenhão precisa de manutenção. Por causa do fechamento do estádio, que completa um ano neste mês, a Prefeitura do Rio reduziu os valores do contrato com o Botafogo. O clube paga as despesas de manutenção, mas depois é ressarcido. Ainda de acordo com Landau, esta quantia não chega nem sequer a entrar nos cofres do clube.

– O Botafogo paga as despesas do estádio, apesar de fechado, pois há muitos gastos. E assim a prefeitura ressarce o clube. Este dinheiro não chega a entrar no clube. Primeiro, ele sai do Botafogo. Depois, o clube é ressarcido. Não se trata de uma indenização – explicou o dirigente.

Os valores são divulgados no Diário Oficial do Município do Rio. A manutenção do estádio incluiu a conservação da pista de atletismo, que não está sendo utilizada. Frequentemente, muitos atletas são vistos nas dependências do Engenhão, debaixo das arquibancadas, ou ainda na pista do campo anexo, onde o time do Botafogo costuma treinar diariamente.