icons.title signature.placeholder Thiago Ferri
27/06/2014
08:07

Em busca de um lateral-direito, o Palmeiras terá em breve uma novidade no seu elenco: o retorno de Weldinho. Emprestado ao Sporting (POR) no primeiro semestre e pouco usado na Europa, ele deve se reapresentar na próxima semana e fará um período de testes com Ricardo Gareca. Caso o argentino goste do jogador contratado no início de 2013, o manterá no elenco. Ele nunca caiu nas graças da torcida.

Esta é uma opção “barata” para reforçar um setor carente do grupo, já que Weldinho tem contrato longo (até o fim de 2016), e o clube não tem verba para investir em uma contratação para o setor.

Cicinho, ex-palmeirense e hoje no Sevilla (ESP), é uma opção, mas visto com pessimismo pela cúpula. Seu salário é elevado na Europa (acima de R$ 250 mil) e o contrato com os espanhóis ainda tem mais dois anos de duração. O Verdão não deseja pagar para repatriar seu antigo camisa 2, vencedor da Copa do Brasil em 2012. Com isso, Weldinho pode ser a “salvação”. Ao menos na diretoria existe a expectativa de que ele possa brilhar.


- Ele é jovem, a gente apostava que não estava sendo aproveitado (no Corinthians) e poderia ter um futuro de jogar, se aprimorar e ter condições normais. São apostas que todo mundo faz, toma informações, tudo isto, e é assim que acontece. Às vezes a gente não sabe o que vai acontecer. Lá na frente ele pode virar o melhor lateral-direito do Brasil e ponto. Ninguém vai reclamar - contou José Carlos Brunoro, diretor-executivo do clube, em entrevista ao LANCE!Net, publicada em 24 de abril.

No elenco, há na posição apenas Wendel, volante que joga improvisado e é o titular, Léo Cunha, recém-promovido do time sub-20 a pedido de Gareca, e Ueslei, outro atleta das categorias de base e que tem trabalho em Atibaia (SP). Reforçar a posição é um pedido desde o técnico Gilson Kleina, que sonhava em ter Jorge Moreira, paraguaio do Libertad (PAR). Com a chegada de Gareca, contudo, o Verdão desistiu do jogador.