icons.title signature.placeholder Gabriel Carneiro e Lucas Faraldo
02/07/2014
07:01

A novela envolvendo a negociação entre Corinthians e Atlético-PR pelo atacante Marcelo já tem prazo para acabar. Diretores do Timão e representantes do jogador estipulam o fim desta semana como data limite para definir - ou não - a contratação do jogador do Furacão.

Corinthians e Atlético-PR já chegaram a um acordo no que diz respeito ao valor da transação. O Timão aceitou pagar 5 milhões de euros (cerca de R$ 15 milhões) ao Furacão. O que trava o negócio é a forma de pagamento. Os paranaenses querem a quantia à vista, enquanto os paulistas, sem tal dinheiro em mãos, desejam realizar o depósito em parcelas semestrais.

O diretor de futebol do Corinthians, Ronaldo Ximenes, confirmou ao LANCE!Net que o clube chegará a uma posição em relação à negociação por Marcelo ainda nesta semana. É desejo do Timão contar com atleta o mais rápido possível, visando o entrosamento do provável reforço com seus novos companheiros de equipe antes do reinício do Campeonato Brasileiro.

Do outro lado, o estafe de Marcelo aguarda a conclusão do negócio entre as duas partes para discutir detalhes finais do acerto, como salários e tempo de contrato. O Atlético-PR, que já pressiona o Timão, quer colocar o atacante em campo logo no reinício do Brasileirão, e se o período de pausa da Copa do Mundo terminar sem resultado, não haverá mais negócio no mercado interno.

Os clubes que disputam a Série A do Brasileirão voltam oficialmente a campo nos dias 16 e 17 de julho. Marcelo, inclusive, já treina com o grupo do Atlético-PR visando a competição nacional. O próprio jogador, no entanto, já declarou interesse em vestir a camisa do Timão.


CARTA NA MANGA

Um "trunfo" do clube alvinegro deve ajudar na finalização da negociação pelo atacante. A possível venda do volante Guilherme à Udinese, da Itália, ajudará na conclusão da negociação, apesar de não ser fator imprescindível para a chegada de Marcelo, de acordo com a versão oficial do clube.

– Se concretizada a venda do Guilherme, o dinheiro ajudará com o Marcelo, mas não é fundamental – afirmou Ximenes. 

Apesar de Eduardo Maluf, dono de 40% dos direitos de Guilherme, dizer que o Corinthians já possui em mãos a proposta de 1,5 milhão de euros (cerca de R$ 4,5 milhões) pelos 30% dos direitos do atleta que pertencem ao Timão, a diretoria alvinegra nega que tenha recebido qualquer pedida oficial. Há uma reunião prevista para a próxima quinta-feira entre ambas as partes para definir a possível saída do volante.