icons.title signature.placeholder Daniel Bortoletto e Thiago Correia
15/06/2014
14:25

Os argentinos invadiram o Rio de Janeiro nos últimos dias, pintaram toda a cidade de azul e branco, e enfim no dia da estreia da seleção da Copa do Mundo, toda a agitação foi para o entorno do Maracanã, palco da partida contra a Bósnia, neste domingo. Se durante a manhã eles já estavam por ali, faltando cerca de cinco horas para o apito inicial, a agitação aumenta. E teve até a benção de um papa Francisco. Não o verdadeiro, claro.

A agitação, sempre pacífica, já começava mesmo no metrô. Os torcedores eram facilmente reconhecidos nas estações e a festa não ficava devendo nada para as torcidas dos grandes clubes cariocas. 

Torcida argentina perto do Maracanã (Foto: Thiago Correia)
 

A rampa que vai do metrô até um dos acessos ao estádio tinha apoio de outras nacionalidades. No caminho tinham, além de argentinos e alguns brasileiros, uma boa quantidade de africanos. Os torcedores bósnios é que ainda não deram muito as caras, embora também tenham feito festa no Rio de Janeiro durante a semana.

A bola vai rolar para Argentina e Bósnia às 19h (de Brasília) no Maracanã, com transmissão em tempo real no LANCE!Net. Nigéria e Irã completam o Grupo F e jogam nesta segunda-feira.