icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
12/06/2014
15:42

Antes de os jogadores de Brasil e Croácia entrarem em campo nesta quinta-feira, 660 pessoas fizeram as honras na Arena Corinthians e promoveram para todo o mundo a cerimônia de abertura da Copa de 2014 no país. Assim como os estádios demandaram um alto investimento, a apresentação que deu boas-vindas às 32 seleções também custou caro: R$ 18 milhões.

Idealizada pela belga Daphne Cornez, a festa teve como síntese uma homenagem aos tesouros brasileiros, definidos como três: pessoas, natureza e futebol. Os elementos, ao longo da apresentação, foram unidos por uma gigantesca bola preta de LED.

O estádio ainda não estava apinhado de torcedores quando às 15h artistas devidamente caracterizados com os respectivos figurinos começaram a entrar no gramado. Organizados por setores, eles se posicionaram ao longo do campo e estenderam a enorme "Bandeira da Felicidade", que foi dividida em quatro partes entorno da bola de led, encobrindo o palco central.

Pontualmente às 15h15, a bola de led piscou no meio do campo, exibindo as cores da bandeira brasileira e dando início à cerimônia. O público, então, começou a ocupar os lugares na arquibancada para acompanhar a apresentação.

Muitos elementos da cultura brasileira foram representados ao longo dos 25 minutos do show: baianas, bumbos, rios, samambaias, reco-reco, pandeiros, índio, entre outros. A música que conduziu a cerimônia foi ditada por ritmos nacionais.

A torcida vibrou muito quando a bandeira do Brasil foi mostrada ao público, sendo carregada para dentro de campo em direção ao círculo central.

Por fim, os astros internacionais Pitbull e Jennifer Lopez e os artistas brasileiros representados por Claudia Leitte e Olodum encerram a abertura cantando o hino da Copa, "We are one".

Enquanto os ritimistas baianos ficaram no campo com os respectivos instrumentos, os três cantores saíram de dentro de bola de led e de lá fizeram a apresentação que foi muito aplaudida pelos torcedores na Arena Corinthians.