icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
22/11/2013
08:06

O objetivo é o segundo lugar. Os jogadores consideram uma conquista forte a vice-liderança do Brasileirão, até pelo título fora de contexto do Cruzeiro, com um campanha muito superior a dos demais. A colocação buscada pelo Grêmio tem outro ponto, que influencia no planejamento: o tempo maior de pré-temporada para o próximo ano. Um descanso maior após uma temporada desgastante para os jogadores.

Até o momento, o Tricolor entrou em campo 69 vezes neste ano. O jogo com a Ponte Preta será o 70 da temporada, e pode encaminhar a vaga direta para a Libertadores, já que o adversário seguinte será o Goiás. Com o final da temporada acontecendo dia 8 de dezembro, os jogadores retornam dia 8 de janeiro. E o Gauchão já começa dia 19. Ou seja, tudo apertado, por conta da Copa do Mundo.

- Ganhamos tempo com isso, a pré-temporada não é da forma que os clubes querem ainda aqui no Brasil. Ficando aqui em Porto Alegre também ganhamos um ou dois dias para começar bem a competição. Estamos trabalhando para garantir a segunda colocação e conseguir um tempo maior de preparação para a Libertadores - destacou o zagueiro Rhodolfo, um dos líderes do elenco tricolor.

O exemplo deste ano ainda está latente. O Grêmio começou a temporada com um jogo com a LDU, dia 23 de janeiro, em Quito. Passou dez dias na altitude do Equador. A preparação para o ano ficou prejudicada - tanto que o ex-preparador físico Antônio Mello e o atual, Alexandre Mendes, fizeram períodos de treinos físicos mais fortes no meio da temporada, em semanas sem jogos no meio.

- Pegamos uma pré-Libertadores esse ano. Diminuímos um pouco a pré-temporada e nossas férias. Foi um desgaste muito grande. A gente quer dar o nosso melhor para conseguir o segundo lugar. Se não der, queremos a pré-libertadores. Não queremos é ficar de fora. Sabemos que não será fácil, mas a gente tem que fazer vale o que veio fazendo o ano todo. Não estamos em segundo à toa, teve trabalho, esforço, dedicação. Precisamos manter isso, faltam três para confirmar essa posição - avaliou o volante Souza.

O Grêmio tem planejado utilizar o Centro de Treinamentos que está sendo construído na frente da Arena, às margens da BR-290. No entanto, a estrutura ainda não está completamente pronta e depende da assinatura do contrato renegociado com a OAS. Faltam cerca de R$ 3 mi a R$ 4 milhões para finalizar a obra. Se o impasse do CT ainda não estiver concluído, o Tricolor pode treinar nas dependências do Olímpico, em processo de destruição.