icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
01/02/2015
14:25

Ricardo Zonta, piloto da Shell Racing

Escrevo esta primeira coluna de 2015 com muita expectativa. Afinal, será um ano de grande desafio agora em uma nova equipe, a Shell Racing. Inclusive estou escrevendo este texto direto da sede da equipe, localizada em Petrópolis, Região Serrana do Rio de Janeiro.

Foi a primeira vez que vim conhecer a estrutura e fiquei bem satisfeito com o trabalho que já vem sendo feito antes mesmo dos primeiros treinos, que serão realizados nos dias 7 e 8 em Curitiba. Realmente a fábrica não deve em nada para outras equipes de ponta as principais categorias de automobilismo mundial, como DTM e Nascar – a F-1, claro, é um padrão à parte.

Os carros são preparados pela A.Mattheis Motorsport, comandada por Andreas Mattheis, que tem uma vasta experiência em automobilismo. O chefe da minha equipe é o filho dele, Rodolpho, que também já tem bastante experiência na categoria: já conquistou quatro vitórias desde 2012.

A equipe é bastante competitiva, tendo conquistado diversos títulos e vitórias nos últimos anos, e esse foi o principal motivo que me trouxe para a Shell Racing. Este será o primeiro ano desde a Fórmula 1 que eu faço a temporada completa em uma equipe em que eu não faço também a função de dirigente fora da pista, e com certeza isso deverá me ajudar a manter o foco no meu trabalho como piloto.

Nesse primeiro dia de contato com os mecânicos e engenheiros do time, aproveitamos para adiantar alguns trabalhos como o molde do banco e também já fizemos alguns ajustes do carro, que podem ser feitos com simulações, sem nem precisar entrar na pista – até porque os testes particulares são proibidos na Stock Car.

Como neste ano deveremos ter um novo composto de pneus, deixando os carros mais rápidos, fica difícil antever muita coisa, mas a vontade é mesmo de ir para à pista o quanto antes!