icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
11/06/2014
17:41

Em 2012 resolvi criar minha própria equipe - a Alex Barros Racing -, pois desde que deixei o mundial de MotoGP , em 2007, sempre quis continuar fazendo algo pelo esporte. O time começou pequeno, eram apenas dois pilotos. E em pouco tempo, crescemos de uma maneira muito profissional. Hoje tenho três equipes no Moto 1000 GP - o campeonato brasileiro de motovelocidade - com três pilotos na GP 1000, a principal do evento, um representante na GP Light, e dois pilotos na GPR 250, onde começamos um projeto inédito no Brasil, focado na formação de novos pilotos e desenvolvendo um plano de carreira para as jovens revelações do país.

Nesse projeto, vamos oferecer todo o suporte necessário para preparar esses pilotos para as competições internacionais, e para deixá-los prontos para o Mundial.

Nossos outros pilotos, da GP Light e da GP 1000, também recebem todo o suporte técnico e motivacional para que continuem evoluindo. O objetivo é brigar pelo título em todas as categorias. Matthieu Lussiana já venceu a primeira etapa do ano, em Santa Cruz na GP 1000, e estamos confiantes para a segunda prova em Interlagos, neste fim de semana (de 13 a 15), onde novamente devemos brigar por vitórias.

Apesar de ser o terceiro ano do time, já conquistamos resultados expressivos. Entre eles:

Bicampeão (2012/2013) da GP 1000 com Luciano Ribodino

Campeão Paulista (2013) da GP 1000 com Luciano Ribodino

Vice-campeão paulista e brasileiro da GP Light (2013) com André Paiato

Campeão da GP Light (2012) com Lucas Barros

Campeão Paulista (2013) na 250cc com Meikon Kawakami

Meu objetivo é poder ajudar a desenvolver no Brasil o esporte que amo e que escolhi como profissão. Espero que em breve possamos ter mais brasileiros correndo provas do mundial e colocando nossa bandeira no alto do pódio.