icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
24/06/2014
19:01

A Colômbia já entrou classificada para a próxima fase, mas teve de enfrentar a bravura e a paciência oriental para bater o Japão por 4 a 1, na tarde desta terça-feira, na Arena Pantanal, em Cuiabá, em partida válida pela última rodada do Grupo C da Copa do Mundo. Jackson Martínez, duas vezes, e James Rodríguez marcaram para o time sul-americano. Okazaki, ainda na primeira etapa, descontou para o país do sol nascente.

A partida contou com a quebra de um recorde. Mondragón, goleiro reserva da Colômbia, entrou no jogo no segundo tempo e, aos 43 anos e três dias de idade, tornou-se o jogador mais velho da história a disputar uma Copa do Mundo.

Com o resultado, os colombianos, com nove pontos, confirmam o primeiro lugar no Grupo C. Já o Japão, com apenas um ponto, ficou na última colocação. Os sul-americanos agora enfrentam o Uruguai nas oitavas de final, sábado, às 17h, no Maracanã.

PRIMEIRO TEMPO

A partida começou com a Colômbia tentando fazer um calor para cima do time japonês. Ditando o ritmo, os comandados de José Pekerman buscavam um gol no início da partida. No entanto, o Japão, apesar de uma postura mais recuada, saía em velocidade nos contra-ataques. Aos 14 minutos, Uchida arriscou de fora da área. Logo na sequência, Hasebe pegou a sobra do escanteio e largou uma bomba para defesa de Ospina. Mas pela Colômbia, em contra-ataque pela esquerda, Armero achou Adrián Ramos dentro da área. O colombiano foi derrubado por Konno. Pênalti em que Cuadrado soltou a bomba no meio do gol e não deu chances para o goleiro Kawashima.

Precisando da vitória, o Japão adiantou a marcação para tentar sufocar os colombianos. Porém, os nipônicos tentavam alçar bolas na área adversária sem sucesso. Enquanto isso, a Colômbia, postada na defesa, não conseguia aproveitar os contra-ataques. Aos 26, o goleiro dos sul-americanos protagonizou uma linda defesa: Kagawa recebeu de Okubo na entrada da área, cortou para o meio e soltou a bomba de pé direito. Ospina se esticou todo para evitar o gol de empate. Aos 33, após Hasebe ser derrubado por Valdés na entrada da área, Honda cobrou falta com maestria no canto do goleiro. A bola passou rente à trave esquerda de Ospina.

O empate do Japão estava esquentando: aos 36, Okubo acertou uma linda bicicleta após cruzamento de Uchida. Mas a bola passou por cima do gol. Aos 41, a Colômbia poderia ter ampliado o placar em jogada de Jackson Martínez, que recebeu passe de Adrián Ramos, dentro da área. O colombiano tentou o chute de primeira e perdeu uma grande chance. Mas a bola pune. No minuto final dos acréscimos, o empate oriental: após cruzamento de Honda, Okazaki se antecipou à marcação e testou no canto, sem chances para Ospina. O Japão levou o empate para o intervalo.

SEGUNDO TEMPO

A fim de dar mais movimentação ao time, José Perkerman resolveu promover duas alterações na Colômbia: Carbonero e James Rodríguez entraram nos lugares de Cuadrado e Quintero, repectivamente. O time passou então a trabalhar mais e ficar mais bem postada em campo. Tanto que, aos nove minutos, James Rodrígues, em sua primeira jogada, achou Jackson Martínez dentro da área. O atacante bateu cruzado, a bola ainda desviou na defesa antes de morrer no fundo do gol.

Mas, o Japão tem a tradição de nunca desistir, nunca se render. O time oriental jogava bem distribuído, mas tinha dificuldades de ultrapassar a intermediaria da Colômbia. Aos 12, Kagawa aproveitou boa jogada de Hasebe e bateu da entrada da área. A bola foi por cima do gol de Ospina. Seis minutos mais tarde, Honda fez uma ótima cobrança de escanteio e obriga Ospina a se esticar todo para praticar ótima defesa. Quase o empate japonês. Logo na sequência, Uchida faz ótima jogada na linha de fundo, cruzou no primeiro pau e Okubo, de primeira, finalizou por cima do gol.

E o Japão seguia buscando o gol de empate: aos 31, Kagawa realizou cobrança no primeiro pau e Adrián Ramos afastou de cabeça. Porém, a Colômbia se segurava e oferecia perigo nos contra-ataques. Aos 33, Adrián ramos tentou virar o jogo para Jackson Martínez, mas errou o passe. Seria uma grande chance para a Colômbia. Até que, aos 37, Jackson Martínez foi lançado por James Rodríguez. Dentro da área, o artilheiro colombiano cortou a marcação de Uchida e bateu na esquerda, sem chances para Kawashima. Esperando o tempo passar, ainda deu tempo do selecionado colombiano fechar a goleada: aos 44, James Rodriguéz recebeu na área, driblou duas vezes o marcador e bateu por cima do goleiro. Um golaço!

FICHA TÉCNICA
COLÔMBIA 4 X 1 JAPÃO

Local: Arena Pantanal, em Cuiabá (MT)
Data/Hora: 24/06/2014 - 17h (de Brasília)
Árbitro: Pedro Proença (POR)
Cartões amarelos: Konno (Japão); Guarín (Colômbia);
GOLS: Cuadrado (17'/1ºT); Okazaki (47'/1º); Jackson Martínez (9'/2ºT) e (36' 2ºT), James Rodríguez (44' 2º T)

COLÔMBIA: Ospina (Mondragón/39'2ºT); Santiago Arias, Carlos Valdés, Balanta e Armero; Juan Quintero (James Rodríguez/Intervalo), Guarín, Mejía e Cuadrado (Carbonero/Intervalo); Adrián Ramos e Jackson Martínez. Técnico: José Pekerman.

JAPÃO: Kawashima; Uchida, Konno, Yoshida e Nagatomo; Hasebe, Aoyama (Yamaguch/16'2ºT), Kagawa (Kiyotake/39'2ºT), Honda e Okubo; Okazaki (Kakitani/24'2ºT). Técnico: Alberto Zaccheroni.