icons.title signature.placeholder Carlos Alberto Vieira
21/06/2014
21:53

Os americanos são fissurados por Cristiano Ronaldo - e, ao que parece, também os jornalistas. Várias perguntas na entrevista coletiva deste sábado foram sobre como parar o craque português. Porém, o treinador Jürgen Klinsmann fez questão de dizer que a batalha é contra Portugal e não contra um jogador naquilo que ele chamou de batalha de Manaus.

- Vamos provar que conseguimos chegar até aqui não por acaso e colocar o Cristiano Ronaldo e a equipe deles no lugar deles, entrando com energia e agressividade para tornar esse jogo nosso - disse o comandante, que estava preocupadíssimo em assistir ao final do jogo Alemanha e Gana, a ponto de deixar momentâneamente a coletiva (na qual ficaram os jogadores Tim Howard e Jones) e retornar apenas no fim.

Howard, que jogou com CR7 no Manchester United, foi alvo de uma bateria de perguntas sobre o português.

- Ele é simplesmente o melhor em tudo, desde a época do United tinha as ferramentas ele é o jogador que mais trabalha dentro e fora de campo é incrível. Mas já venci grandes jogadores e espero vencê-lo neste jogo.