icons.title signature.placeholder Eduardo Mendes
10/07/2014
18:35

Torcer para a Argentina na final da Copa do Mundo? Para muitos brasileiros, isso é inadmissível. Para Neymar, maior estrela da Seleção, não. Nesta quinta-feira, em entrevista coletiva na Granja Comary, o atacante declarou que estará na torcida pelos hermanos e justificou a escolha lembrando que joga no Barcelona (ESP) com Mascherano e Messi, principais destaques da Alviceleste.

- Desejo sorte para as duas equipes. Espero que vençam meus companheiros. Tenho dois na Argentina: Messi e Mascherano. Pela história que o Messi tem, ter conquistado quase tudo na carreira, merece ser campeão - afirmou Neymar.

Minutos depois, Neymar voltou a ser abordado sobre o assunto, agora por um jornalista argentino, que agradeceu o apoio do brasileiro. Só que desta vez, perguntado sobre o fascínio por Messi e essa escolha, o atacante recuou.

- Não estou torcendo para a Argentina, mas por dois companheiros e uma pessoa que passei a admirar ainda mais. Um jogador que tinha como espelho, ídolo e admirava como jogador. Depois, passei a admirar como pessoa e vi que nos treinos ele é ainda mais especial que nos jogos - disse Neymar.

- Sou Messi Futebol Clube, torço por ele. Tinha brincado que queria a Argentina na final, mas infelizmente o Brasil não chegou. Desejo sorte ao Messi e ao Mascherano - completou.

Neymar foi escolhido pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para falar nesta quinta, dois dias após a Seleção ser massacrada pela Alemanha por 7 a 1, no Mineirão. O atacante ficou fora da partida por ter fraturado a terceira vértebra lombar nas quartas de final contra a Colômbia. Ele foi atingido por Zúñiga no fim do embate.

Desde então, o craque está em tratamento médico e se recuperando no Guarujá, onde a família tem residência. A rotina foi quebrada nesta quinta, quando o jogador juntou-se ao grupo na Granja. Ele também deve estar em Brasília, para acompanhar a disputa do terceiro lugar, contra a Holanda, no próximo sábado.