icons.title signature.placeholder João Matheus Ferreira
27/04/2014
13:25

Mais pontos positivos do que negativos. É essa a avaliação que o gerente geral de integração operacional do COL (Comitê Organizador Local), Thiago Paes, deu para o evento-teste que a Arena Pantanal passou no confronto entre Luverdense e Vasco, no último sábado, pela Série B do Campeonato Brasileiro. Foi o primeiro com a presença do COL no estádio.

No total, oito áreas funcionais foram analisadas: limpeza, transporte (clubes e arbitragem), serviços ao espectador, voluntários, alimentação (apenas dos voluntários), tecnologia, gramado e segurança. E o primeiro deles foi o que ficou mais a desejar durante o jogo do último sábado.

- De uma forma geral, ficamos muito contentes com o teste. Não são todas as áreas que foram de responsabilidades do COL. Mas foi muito agradável para o torcedor, que teve uma chegada tranquila, e na saída o mesmo. Claro que nem tudo é perfeito e nem esperávamos que fosse. A área da limpeza, para nós, foi o ponto mais crítico. É o principal foco para melhoria depois deste evento, por isso que os testes ajudam muito. Essa é a vantagem - comentou Thiago.

Outro fator que chamou atenção durante a partida foram os espaços em que as cadeiras ainda não foram instaladas. Os setores oeste, norte e sul superior ainda não terminaram, mas os dois últimos abriram parcialmente para o público. Todavia, de acordo com o secretário da Secopa-MT, Maurício Guimarães, tudo estará pronto até o dia 5.

- No jogo do dia 1º (Cuiabá x Internacional) não teremos todas, ainda. As cadeiras estão a caminho ou terminando de serem montadas. Faltam cerca de 9.800 para instalar e não teremos como fazer para o dia 1º, mas vamos trabalhar muito para que tenhamos as cadeiras até o dia 5 - comentou o secretário.

Até a Copa do Mundo, a Arena Pantanal ainda vai receber mais três jogos: Cuiabá x Internacional, dia 1º, pela Copa do Brasil, Seleção do Mato Grosso x Olimpia-PAR, dia 7 ou 14, e Santos x Atlético-MG, dia 18, pelo Campeonato Brasileiro. Destes, apenas o segundo será evento-teste conduzido pelo COL. 

Dia 1º não teremos todas ainda. As cadeiras estão a caminho ou terminando de serem montadas. Faltam cerca de 9 mil e 800 cadeiras e não teremos como fazer para o dia 1º, mas vamos trabalhar muito para que tenhamos as cadeiraas e no pós Copa chegaremos a 44 mil.