icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
09/07/2013
15:29

O lateral-esquerdo Fábio Coentrão foi acusado de ter comprado a sua carteira de habilitação em Portugal. De acordo com o "Correio da Manhã", o jogador do Real Madrid teria pago cerca de 2 mil euros (R$ 5,7 mil) para ter a liberação para dirigir.

O jornal afirma que o nome do lateral da seleção portuguesa apareceu em uma investigação da polícia de Braga, cidade próxima de Caxinas, localidade aonde Coentrão nasceu (apesar de o Porto ser a cidade grande mais próxima).

A polícia começou a investigação há cerca de um ano, e mais de 500 pessoas estariam envolvidas.

E MAIS:
> Presidente do Bayern pode pegar 10 anos de prisão
> Bayern domina lista dos finalistas ao prêmio de melhor da Europa
> Qatar pretende investir mais de R$ 400 bilhões para a Copa-2022

O jornal português entrou em contato com o jogador, que negou tudo. O diário diz que a principal preocupação de Coentrão era de que o caso não se tornasse público, e que poderia alegar falta de tempo, devido à intensa vida profissional como atleta.

O lateral-esquerdo Fábio Coentrão foi acusado de ter comprado a sua carteira de habilitação em Portugal. De acordo com o "Correio da Manhã", o jogador do Real Madrid teria pago cerca de 2 mil euros (R$ 5,7 mil) para ter a liberação para dirigir.

O jornal afirma que o nome do lateral da seleção portuguesa apareceu em uma investigação da polícia de Braga, cidade próxima de Caxinas, localidade aonde Coentrão nasceu (apesar de o Porto ser a cidade grande mais próxima).

A polícia começou a investigação há cerca de um ano, e mais de 500 pessoas estariam envolvidas.

E MAIS:
> Presidente do Bayern pode pegar 10 anos de prisão
> Bayern domina lista dos finalistas ao prêmio de melhor da Europa
> Qatar pretende investir mais de R$ 400 bilhões para a Copa-2022

O jornal português entrou em contato com o jogador, que negou tudo. O diário diz que a principal preocupação de Coentrão era de que o caso não se tornasse público, e que poderia alegar falta de tempo, devido à intensa vida profissional como atleta.