icons.title signature.placeholder Eduardo Mendes e Maurício Oliveira
03/06/2014
08:02

Felipão é um técnico de convicções fortes, mas ele mesmo admite que a certeza de hoje pode ser alterada amanhã. Considerando isso, ele afirmou que já tem tudo definido para a Copa do Mundo. Acredite, até quem serão os cobradores de pênalti e falta.

– Se a falta for perto da área, Neymar bate. Willian, se estiver em campo, também. Se for mais longe, é o David (Luiz) ou o Daniel (Alves), que têm uma bola chata que sobe e desce. Temos tudo mais ou menos delineado e eles lá dentro de campo definem como vão fazer. Já para o pênalti não, tem o primeiro, o segundo e o terceiro: Neymar, Fred e Marcelo – afirmou, voltando atrás logo.

– Mas isso pode mudar. Em 1995 (final do Mundial de Clubes entre Grêmio e Ajax-HOL), o melhor batedor era o Arce, mas ele perdeu. Quem nunca tinha batido pênalti, o Gelson, bateu e fez – disse lembrando da derrota para o time holandês em Tóquio.

Até o time campeão da Copa das Confederações que deve ser mantido na estreia pode mudar.

– Tinha ideia de um time, mas não levem a ferro e fogo minhas palavras. Eu xingo, berro, falo palavrões, mas depois eu vou analisar, pedir desculpas, ressaltar algumas coisas. Por isso, eu tenho minha comissão técnica, para ouvir opiniões diferentes – afirmou, antes de deixar claro que pode mudar o time se for necessário.

– O time pode mudar, se eu notar que um deles não está em boas condições. Tiro e ponho outro que estiver melhor. Vou observar bem.