icons.title signature.placeholder Jonas Moura
06/03/2014
19:50

O torneio classificatório anunciado em janeiro pela Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) para definir os donos de duas vagas na próxima Superliga Masculina não irá mais acontecer. Em reunião nesta quinta-feira, na sede da entidade, no Rio de Janeiro, dois dos quatro últimos colocados desta temporada se posicionaram contra a medida: Funvic/Taubaté e UFJF.

O Voltaço e o Montes Claros, que ficaram nas últimas posições este ano, aceitariam jogar. Mas como não houve unanimidade, a CBV voltou atrás.

– Alegamos direito adquirido. Não tem nada no regulamento sobre um torneio classificatório para definir os classificados entre o 9º e o 12º colocado. Não pode mudar regulamento no meio da competição, no segundo turno. Isso nunca aconteceu, e não seria desta vez – disse ao LANCE!Net Ricardo Navajas, supervisor do Funvic/Taubate, que representou a equipe no encontro.

Na opinião de Navajas, o critério até poderia ser levado em conta caso fosse acordado pela maioria com antecedência. No entanto, ele lembrou das dificuldades enfrentadadas por muitos times para se manter no cenário de uma temporada para outra, sobretudo a falta de apoio financeiro.

– Seria preciso fazer uma reunião para definir se o torneio entraria ou não no regulamento. Até porque daqui a pouco um tem problema, outro não vai porque não tem investimento para jogar e diz 'ah, eu queria, mas agora não dá mais' – argumentou.

Os oito clubes que disputam o playoff desta edição e o campeão da Superliga B têm direito a jogar a próxima temporada. Os demais serão convidados pela CBV a participar, mediante avaliação de critérios técnicos e econômicos.