icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
12/12/2013
10:40

Após ameaça do Peñarol, a Conmebol resolveu avaliar uma nova proposta pelos direitos de transmissão compartilhados de suas competições, a Copa Libertadores, a Copa Sul-americana e a Recopa. É isto que informa a edição desta quinta-feira da Folha de S. Paulo, que revela a pressão dos uruguaios e de outros clubes sul-americanos a favor da nova proposta, que seria quase três vezes maior do que a da atual dententora dos direitos, a T&T.

A autora da nova investida seria a Global Sports, com um oferta de US$ 120 milhões (R$ 280 milhões) por ano até 2018 por 50% dos jogos. Atual detentora dos direitos, a T&T paga US$ 42 milhões (R$ 98 milhões) por ano - a empresa, posteriormente, repassa dos direitos para FOX e TV Globo.

A pressão começou após votação interna dentro do próprio Peñarol, e ficou decidida por oito votos a três absteções. Os uruguaios lideram o movimento respaldados por clubes de Argentina, Venezuela e Uruguai, que avaliam ganhos triplicados com uma nova cota paga pela Conmebol com o dinheiro da nova proposta. Foi convocada, na sede da Conmebol, em Assunção, no Paraguai, uma reunião para esta sexta-feira para tratar do assunto.