icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
27/03/2014
23:08

No primeiro jogo da semifinal entre Vasco e Fluminense nesta quinta-feira, no Maracanã, tudo igual: 1 a 1. Apesar do jogo movimentado e tenso, os gols só saíram na segunda etapa. Fred abriu o placar para o Tricolor, mas o garoto Thalles deixou tudo igual no clássico. Com o resultado, a equipe de Renato Gaúcho leva para o segundo jogo a vantagem de empatar para avançar à decisão do Campeonato Carioca.

Se dentro de campo o clássico estava bastante disputado, nas arquibancadas o público ficou distante da tradição dos clubes. Apenas 12.715 torcedores (com renda de R$ 413.520,00) prestigiaram o duelo.

As equipes voltam a campo no próximo domingo, às 16h, no Maracanã. O Vasco precisa vencer a partida para chegar a final do Estadual. O adversário sai do confronto entre Flamengo e Cabofriense, vencido pelo Rubro-Negro por 3 a 0 no primeiro encontro.

JOGO MOVIMENTADO, BOLAS NA TRAVE E PEDIDO DE PÊNALTI

Em vez do típico jogo estudado habitual em clássicos, muita emoção desde o começo. Logo aos quatro minutos, Douglas cobrou falta pela direita, a bola passou por todo mundo, quicou na pequena área e bateu na trave de Diego Cavalieri. No lance, a torcida do Vasco ainda reclamou de pênalti não marcado após puxão de Gum em Rodrigo. Quatro minutos depois, a resposta do Fluminense. Carlinhos foi à linha de fundo e cruzou. Walter entrou livre e cabeceou no contrapé de Martin Silva, mas Rodrigo desviou a tempo de salvar o Cruz-Maltino.


A partida seguiu movimentada quando aos 25 minutos Fred teve sua primeira chance de marcar, mas desperdiçou ao bater fraco nas mãos do goleiro. Em seguida, André Rocha apareceu bem duas vezes. Na primeira, aos 29, quase marcou em chute de fora da área que tirou tinta da trave. Seis minutos depois, salvou em cima da linha a melhor chance do Fluminense na primeira etapa. Conca cruzou, Martin Silva saiu mal e Carlinhos acertou uma linda bicicleta no rebote, mas o lateral vascaíno estava lá para tirar em cima da linha e livrar a pele do uruguaio.

MAIS FLU:
> Renato critica arbitragem do clássico: 'Regra tem que valer para os dois'
> Fred respira aliviado e valoriza 'vantagem mínima' do Fluminense

MAIS VASCO:
> Empate com o Fluminense não tira ânimo de Adilson Batista
> Ken exalta postura do Vasco contra o Flu: 'Jogamos com raça'

Aos 40, mais uma bola na trave. Rodrigo soltou uma bomba em falta de longe e Cavalieri espalmou para o meio da área onde estava Edmilson, que acertou chute de primeira. O goleiro do Fluminense desviou com uma mão e a bola ainda resvalou no poste antes de sair pela linha de fundo. Apesar de ninguém ter balançado a rede, os dois times tiveram chances claras de gol.

FRED ABRE O PLACAR, MAS ESTRELA DE THALLES BRILHA

Talvez pelo ritmo intenso da primeira etapa, o segundo tempo começou mais lento. Mas logo na primeira chegada mais aguda do Fluminense, o primeiro gol da partida. Jean fez grande jogada, tabelou com Conca e achou Fred livre na pequena área. O artilheiro teve o trabalho de apenas empurrar para a rede. Com o gol, o Fluminense passou a controlar as ações do jogo e o técnico Adilson Batista mexeu na equipe. Colocou em campo Thalles, Diego Renan e Fellipe Bastos na tentativa de mudar o panorama da partida.


 Clássico entre Vasco e Fluminense teve momentos quentes (Foto: Bruno de Lima/LANCE!Press)

Aos 21, brilhou a estrela do treinador vascaíno. Fellipe Bastou iniciou a jogada e abriu para Diego Renan livre, que levantou a cabeça e cruzou. Thalles entrou livre no segundo pau e desviou para o gol. Cavalieri vinha na passada e acabou entrando com bola e tudo, não conseguindo impedir o empate vascaíno.

O Fluminense quase voltou a frente do placar aos 29 minutos, quando Rafinha, que entrou no lugar de Bruno, machucado, entrou livre na direita e obrigou Martin Silva a fazer uma boa defesa. Cinco minutos depois, foi o goleiro tricolor que apareceu. Everton Costa acertou linda cabeçada, mas parou no camisa 12. E foi só. No fim, uma confusão após falta de Jean, quando o volante acabou recebendo o cartão vermelho e será desfalque no jogo de domingo.

FICHA TÉCNICA
VASCO 1 X 1 FLUMINENSE

Local: Maracanã, em Rio de Janeiro (RJ)
Data-Hora: 27/03/2014 - 21h (de Brasília)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
Auxiliares: Eduardo de Souza Couto (RJ) e Silbert Faria Sisquim (RJ)
Renda e público: R$ 413.520,00 / 9.976 pagantes e 12.715 presentes
Cartões Amarelos: André Rocha, Marlon, Guiñazú (VAS); Gum, Jean, Rafinha (FLU)
Cartões Vermelhos: Jean (FLU)

GOLS: Fred, 10'/2ºT (0-1); Thalles, 21'/2ºT (1-1)

VASCO: Martin Silva, André Rocha (Fellipe Bastos, 20'/2ºT) Luan, Rodrigo e Marlon (Diego Renan, 18'/2ºT); Guiñazú, Pedro Ken e Douglas; Everton Costa, Reginaldo (Thalles, 14'/2ºT) e Edmilson - Técnico: Adilson Batista

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Bruno (Rafinha, 25'/2ºT), Gum, Elivélton e Carlinhos; Valencia, Diguinho, Jean e Conca; Walter (Marcos Júnior, 25'/2ºT depois Wágner, 40'/2ºT) e Fred - Técnico: Renato Gaúcho