icons.title signature.placeholder Russel Dias
04/04/2014
20:55

O jogo tinha caráter amistoso, mas o espírito dos atletas que entraram em campo não era nada amigável. Jogadores das categorias sub-15 e sub-17 de Ituano e Santos disputaram duas partidas na tarde desta sexta-feira, no CT Rei Pelé. O placar para os mais novos foi de 3 a 0 para o Peixe, e de incríveis 7 a 0 para os mais velhos, também a favor do Alvinegro.

A partida foi marcada há três semanas, antes de se saber qual seria a final do Campeonato Paulista. Trata-se de uma coincidência, mas os garotos não quiseram saber. O tratamento foi mesmo de final, e com rivalidade. Disputa de bola na lateral, pontapés de um lado, cotovelada de outro, braço no rosto, xingamento para o adversário e até encarada no árbitro.

Questionados sobre a influência da final de domingo no amistoso da base, os técnicos das duas categorias do Santos, Aarão e André Alves, afirmaram que o desempenho do profissional reflete totalmente no jogo dos adolescentes. Os pequenos jogadores confirmam sem hesitar.

E se o torcedor quiser se basear na vitória da base para conquistar o título estadual, estará mais do que confiante. O sub-17 do Peixe deu um baile tático no Galo de Itu. Enquanto os visitantes se preocuparam em defender, os Meninos da Vila dominaram o campo de ataque. O meia Thiago Maia deu excelentes passes e desequilibrou. Assim como o profissional, a base também tem bons volantes. Caio, que atuou como segundo homem de meio de campo, foi o dono do setor, fez bons desarmes e deu passes no ataque, incomodando o rival.

Entre os mais novos, os destaques foram a dupla de ataque, Bruno e Vinícius, e o meia Tam. Os três foram os autores dos gols e responsáveis por colocar os zagueiros de Itu na roda.