icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
28/06/2014
10:32

O treino do Vasco deste sábado contou com fiéis vascaínos nas arquibancadas do Estádio Eustáquio Marques. Mesmo com a partida entre Brasil e Chile, marcada para às 13h, pelas oitavas de final da Copa do Mundo, o torcedor vascaíno fez questão de presenciar o treino da equipe. Ao ser questionado se a atividade do Cruz-Maltino fosse no mesmo horário do jogo da Seleção, um grupo de vascaínos não hesitou na hora da resposta.

- Lógico que iríamos acompanhar o treino do Vasco. O Brasil fica em segundo plano, primeiro vem o Vascão - disse Fábio Simoura, explicando que Rodrigo Caetano, diretor de futebol do clube, atendeu o apelo da torcida e liberou o treino deste sábado:

- A gente pediu para o Rodrigo liberar o treino. Ele disse ontem (sexta) que hoje liberaria para a gente.

No trabalho comandado por Adilson Batista, os jogadores se revezaram entre uma atividade técnica em campo reduzido, na qual só era permitido dar dois toques na bola antes de passar para o companheiro e um treino físico com elástico. Por vezes, o técnico Adilson Batista, como de costume, cobrava muito dos jogadores:

- Vamos, vamos! Acompanha! dizia o treinador, pedindo muita atenção na marcação. 

Ao fim do treino, em um clima família, o atacante Edmilson ainda aproveitou para bater uma bolinha com as duas filhas e o sobrinho no gramado do Divino F.C.

O Vasco ficará no Rio de Janeiro até a próxima quarta-feira, quando parte para Atibaia, interior de São Paulo, para a última fase de preparação antes do retorno da Série B do Brasileiro. O cruz-maltino voltará a atuar no dia 15 de julho, contra o Santa Cruz, em local ainda indefinido por conta da punição ao clube após a briga entre torcedores do Vasco e Atlético-PR, na última rodada do Brasileiro do ano passado.