icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
15/11/2013
09:53

O final do Brasileirão para o Internacional tem sido melancólico. Cabe apenas para um objetivo: já programar o próximo ano, com jogadores sendo testados. Principalmente os jovens. E por esse motivo, o Inter projeta - e já justifica a derrota para o Atlético-MG, por exemplo, no período de transição vivido e em uma oscilação natural dos jovens que entram na equipe.

Contra o Galo, o Colorado entrou em campo com quatro jogadores das categorias de base e outros dois que foram contratados e frequentaram a última etapa de formação. Muriel, Cláudio Winck, João Afonso e Otávio, estes últimos com menos de 20 anos, foram forjados no clube. Já Alan e Jackson passaram pelo processo final entre time júnior e sub-23.

- O Inter está em uma fase de transição e temos que dar um desconto. O Inter está em transição, temos seis jogadores da base jogando, e oscilam um pouco. A bola queima, e jogamos com o campeão da Libertadores. Winck teve cãibra, João oscilou, Jackson também. Tem que fazer isso aos poucos e tínhamos muitos desfalques - explicou o técnico Clemer, com passagem de três anos na base colorada.

No primeiro gol dos mineiros, de Fernandinho, Jackson falhou. Ele já havia marcado gol contra no Gre-Nal. O treinador colorado admitiu que a ansiedade toma conta dos jovens, que podem variar de rendimento em jogos em casa, com a torcida a favor, e fora. Tendo Jackson como exemplo, o zagueiro fez um dos gols da vitória sobre o Botafogo, no Centenário, na rodada passada.

- Vemos algumas falências individuais que comprometeram o todo. Provavelmente se deve a ansiedade, um time com faixa etária mais jovem. Sente mais. Os jovens são solução para algumas questões, trazem alguns atributos interessantes com a juventude, mas trazem algumas inseguranças, que acaba comprometendo conforme as circunstâncias do jogo. Fomos ver o Inter se impor novamente a partir da entrada de jogadores rodados - comentou o diretor de futebol, Luis Cesar Souto de Moura.

O próximo desafio colorado é novamente fora de casa. Será contra o Goiás, no domingo. O Inter permanece em Belo Horizonte nesta sexta-feira e irá para Goiânia no sábado. Clemer não tem nenhum problema de suspensão para a partida.