icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
30/11/2013
14:39

Já fazem oito anos. Mas ainda, por vezes, aparece para os colorados. O Campeonato Brasileiro de 2005, perdido para o Corinthians por conta da anulação de jogos decidida pelo STJD, faz parte do passado para o técnico Clemer, então jogador naquela época. Mas a rivalidade com os paulistas é valorizado pelo comandante antes do duelo da noite deste sábado, às 21h, no Pacaembu.

Clemer era o goleiro em 2005, quando os clubes estiveram envolvidos em polêmica que resultou em título brasileiro para o Timão. No confronto direto, Tinga sofreu pênalti não marcado por Márcio Rezende de Freitas, que expulsou o hoje jogador do Cruzeiro por simulação. Na história recente, há ainda outros episódios, com a decisão da Copa do Brasil de 2009, quando Tite era o treinador colorado.

- Claro que fica aquele sentimento de que poderíamos ter sido campeões. Mas já passou, faz tempo. Vou sempre querer ganhar do Corinthians. Existe uma rivalidade, sim. Com uma vitória nossa dá tranquilidade. Respeito muito o time do Corinthians, é uma baita equipe - elogiou o treinador do Inter.

Neste ano, o duelo no Estádio do Vale foi quente. O Inter venceu uma das poucas partidas na casa de Novo Hamburgo por 1 a 0, gol de D'Alessandro. A partida teve discussão por conta do gol de Fabrício, anulado após choque de Leandro Damião com Cássio. O goleiro Muriel, criado na base, também tem latente a rivalidade.

- Estou a muitos anos no Inter, acompanho e sei como é. Gostamos desse tipo de jogo. É a partida que todo mundo que atuar. Com certeza, vamos entrar muito motivados para fazer um grande jogo e, o mais importante, conseguir pontuar - destacou.

O Colorado está definido para o jogo de logo mais com Muriel; Ednei, Índio, Juan e Fabrício; Willians, Josimar, D'Alessandro, Jorge Henrique e Otávio; Leandro Damião.