icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
06/07/2013
08:27

O técnico interino do Santos, Claudinei Oliveira, espera um Santos com a sua cara no clássico contra o São Paulo, domingo, no Morumbi. Depois de cerca de um mês sem jogos e treinamentos intensivos, o comandante alvinegro acredita que já conseguiu impor seu estilo ao Peixe.

- Está bem próximo do que eu imagino, pelo menos no posicionamento. Demanda tempo... penso que no terceiro jogo já vai sair mais próximo do que pretendemos. Se tivermos rendimento bom, acima da media, será ótimo. Normalmente demora para ajustar e essa parada (para a Copa das Confederações) foi boa, trabalhamos bastante com os jogadores, inclui todos, não deixei ninguém fora. O convívio está muito bom e pretendemos que isso seja transferido para o jogo - afirmou

Claudinei promoveu poucas mudanças na escalação da equipe, mas fez ajustes no posicionamento. Uma das alterações é o avanço de Montillo, que deve jogar mais próximo da linha dos atacantes. O treinador acredita que assim o camisa 10 argentino renderá melhor e poderá assumir o papel de protagonista do Santos, vago desde a saída de Neymar.

- Tivemos algumas conversas, ele está bem a vontade, completamente adaptado e respondendo muito bem nos treinamentos, ao extremo. Esse posicionamento mais avançado é próximo do que ele fazia no Cruzeiro. O Montillo ainda ajuda na marcação, vai nos auxiliar bastante na parte técnica, na liderança e no comprometimento tático - disse.

O Santos para o San-São deve ter: Aranha, Galhardo, Gustavo Henrique, Durval e Léo; Arouca, Cícero, Leandrinho e Montillo; Neilton e Willian José.

O técnico interino do Santos, Claudinei Oliveira, espera um Santos com a sua cara no clássico contra o São Paulo, domingo, no Morumbi. Depois de cerca de um mês sem jogos e treinamentos intensivos, o comandante alvinegro acredita que já conseguiu impor seu estilo ao Peixe.

- Está bem próximo do que eu imagino, pelo menos no posicionamento. Demanda tempo... penso que no terceiro jogo já vai sair mais próximo do que pretendemos. Se tivermos rendimento bom, acima da media, será ótimo. Normalmente demora para ajustar e essa parada (para a Copa das Confederações) foi boa, trabalhamos bastante com os jogadores, inclui todos, não deixei ninguém fora. O convívio está muito bom e pretendemos que isso seja transferido para o jogo - afirmou

Claudinei promoveu poucas mudanças na escalação da equipe, mas fez ajustes no posicionamento. Uma das alterações é o avanço de Montillo, que deve jogar mais próximo da linha dos atacantes. O treinador acredita que assim o camisa 10 argentino renderá melhor e poderá assumir o papel de protagonista do Santos, vago desde a saída de Neymar.

- Tivemos algumas conversas, ele está bem a vontade, completamente adaptado e respondendo muito bem nos treinamentos, ao extremo. Esse posicionamento mais avançado é próximo do que ele fazia no Cruzeiro. O Montillo ainda ajuda na marcação, vai nos auxiliar bastante na parte técnica, na liderança e no comprometimento tático - disse.

O Santos para o San-São deve ter: Aranha, Galhardo, Gustavo Henrique, Durval e Léo; Arouca, Cícero, Leandrinho e Montillo; Neilton e Willian José.