icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
11/11/2013
07:02

No domingo, após o empate por 2 a 2 do Santos com o Vasco, no Maracanã, em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro, o técnico Claudinei Oliveira, do Peixe, explicou a alteração que fez antes de levar o segundo gol. O comandante tirou o atacante Willian José e colocou o volante Alan Santos, adiantando Montillo para se juntar a Geuvânio no ataque. Em seguida, viu seu time, que chegou a abrir 2 a 0, ceder a igualdade no placar.

- Geuvânio foi bem, mas pesa um pouco a experiência. Tínhamos dois jovens no banco. É difícil apostar, e por isso optamos em adiantar o Montillo e não colocar os meninos no jogo – explicou Claudinei, lembrando que contava com Victor Andrade e Gabriel, jovens revelados na base, como opções para o ataque no banco, durante entrevista coletiva.

Recuperando-se de um edema na coxa esquerda, Thiago Ribeiro desfalcou o Santos nos últimos três jogos, contra Corinthians, Cruzeiro e Vasco, respectivamente. Depois do jogo contra o Cruz-Maltino, o técnico lamentou a ausência do atacante.

- O Thiago é titular, tem rodagem grande, e por ser titular faz falta. Tínhamos opções hoje, mantive o Geuvânio, ele foi bem. O Thiago poderia ter sido importante para segurar a bola lá na frente – afirmou Claudinei.