icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
25/11/2013
17:18

Sexto colocado na tabela da Superliga Feminina, o Barueri sofreu uma perda importante para a sequência da temporada. A ponteira Cibele, oitava maior pontuadora do torneio até o momento, aceitou uma proposta considerada irrecusável do Hisamitsu Springs, atual campeão japonês, e vai deixar o Brasil. Com isso, o time de Maurício Thomas perde sua principal arma ofensiva.

A atleta já havia sido sondada por equipes da Polônia e da Rússia, mas decidiu permanecer no Brasil. Ela retornou ao país este ano, após uma temporada na Itália e outra no Azerbaijão, para defender o time de Jacareí. Este mudou-se para Barueri após o projeto inicial fracassar por falta de apoio financeiro.

— Eu já havia recusado as duas primeiras propostas, até porque sofremos muito com a mudança de sede da equipe, mas essa ultima não tinha como deixar passar. Antes de aceitar, falei com os dirigentes e com meu técnico, recebi o apoio de todos e só tenho a agradecer por isso — afirmou.

O treinador do Barueri não vai ter facilidade para preencher a lacuna deixada pela ponteira. Essa é a segunda perda do comandante em 2013, já que a veterana Soninha, hoje no São Bernardo, optou por não permanecer no grupo após a mudança de cidade.

— Perdemos um dos pilares do time, referência na posição de ponteira e que estava em grande fase na carreira. Com certeza ela fará muita falta para a equipe, onde a montagem do time estava sustentada na sua função e nesse momento e muito difícil encontrar uma jogadora na posição a altura dela — lamentou.

Cibele teve o apoio do supervisor do Barueri, Demétrius Ferreira, em sua decisão de aceitar a proposta dos japoneses. A atleta mostrou-se tranquila com a situação, elogiou o tratamento recebido durante os meses em que esteve na equipe paulista e disse ter planos de retornar um dia.

— Nunca fui tão bem recebida e apoiada como por todos eles. Fui tratada com um profissionalismo que até me surpreendeu. Só tenho que agradecer por tudo que fizeram desde o começo, desde que salvaram nossa equipe e contribuíram para essa boa fase da minha carreira. Devo muito a eles, espero um dia voltar a defender essa cidade apaixonada pelo esporte — completou a ponteira.