icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
21/02/2015
04:00

A chuva que caiu durante todo o Carnaval em Boituva (SP) impediu a quebra dos atuais recordes brasileiro e sul-americano de Formação em Queda Livre, modalidade do pára-quedismo. Uma nova tentativa foi marcada para o período entre 7 e 10 de maio, na mesma cidade.

Apesar do adiamento da tentativa da quebra de recorde, o diretor técnico do evento, Rogério Martinati, fez um balanço positivo.

- É claro que ficamos frustrados pela condição climática não ser favorável, mas encontramos atletas muito bem preparados, motivados o tempo todo e principalmente comprometidos com o esporte e com o respeito a grupo. Isso é fundamental porque o sucesso da iniciativa depende destes fatores.

Já a organizadora do recorde, Carmem Pettená, brasileira e radicada nos Estados Unidos há mais de 20 anos, enfatiza a importância de realizar os recordes no Brasil e com aviões nacionais. A ação reuniu 81 atletas do Brasil, Argentina e Uruguai.

A Formação em Queda Livre é uma modalidade do pára-quedismo em que os atletas voam juntos para produzir figuras. O último recorde, registrado em 2003, também foi um Diamante, só que com 64 integrantes.