icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
07/06/2014
16:42

O último amistoso da Bélgica de preparação para a Copa do Mundo, diante de Luxemburgo, havia sido anulado pelo excesso de substituições feitas pelo técnico belga Marc Wilmots. Eis que, neste sábado, em amistoso contra a Tunísia, uma chuva de granizo resolveu paralisar a partida, disputada no Estádio Rei Baudouin, em Bruxelas, aos 24 minutos do primeiro tempo.

A chuva "tradicional" já exisita quando o árbitro húngaro Viktor Kassai apitou pela primeira vez e a Bélgica foi melhor durante os 24 minutos de bola rolando. Hazard se destacava na distribuição do jogo, enquanto Origi, com duas finalizações, foi quem mais deu trabalho para o goleiro Ben Mustapha.

Assim que a chuva de granizo entrou em cena, Viktor Kassai determinou a saída de campo dos jogadores, pois o tamanho das pedras de gelo chamava a atenção. Na sequência, teve até torcedor invadindo o gramado e rolando no chão antes de ser detido. Outros faziam um "trenzinho" na arquibacanda. Eles estavam gostando da "novidade".

A Bélgica de Wilmots entrou em campo com Courtois; Alderweireld, Kompany, Van Buyten e Vertonghen; Dembele, Defour, Fellaini e Hazard; Mirallas e Origi.

Já a Tunísia do técnico belga Georges Leekens, que comandou a seleção do seu país pela última vez entre 2010 e 2012, alinhou com: Ben Mustapha, Ben Youseff, Abdennour, Mohsni, Mathlouthi; Jemaa, Nater, Korbi e Mikari; Youseff e Dhaouadi.

A tendência é que a bole volte a rolar em breve.