icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
06/03/2014
13:58

Um dos atletas mais críticos ao uso do tratamento de reposição de testosterona, Chris Weidman não escondeu a satisfação com a proibição da terapia em Nevada e no Brasil. Para o americano, o banimento do TRT é como um avanço para o MMA.

- Nunca fiz segredo quanto a minha posição sobre TRT. Sempre o vi como trapaça. Isso só servia para alguns caras tirarem vantagem. Sempre vão ter pessoas tentando trapacear, mas quando é uma trapaça permitida, isso não é certo. Então, se livrar disso, foi um grande passo para o esporte na direção certa - comentou o atleta, em entrevista ao canal "Fight Now TV".

Ainda quando estava escalado para enfrentar Belfort, Weidman fez diversas críticas ao brasileiro pelo uso de TRT. Agora, com a proibição do tratamento em Nevada, Vitor teve de sair do UFC 173, que está marcado para o dia 24 de maio, em Las Vegas. Para seu lugar, a organização chamou Lyoto Machida para desafiar o cinturão do americano.