icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
20/11/2013
18:17

A Associação dos Tenistas Profissionais (ATP) anunciou nesta quarta-feira o nome do seu novo presidente. Trata-se do britânico Chris Kermode, que foi tenista profissional nos anos 80 e atualmente era o diretor do ATP 250 de Queen's, torneio que antecede o Grand Slam de Wimbledon, e um dos organizadores das Finais da ATP ao lado do brasileiro André Silva. Kermode era um dos favoritos para assumir o cargo, que ficou vago depois da morte do australiano Brad Drewett, em maio. O dirigente sofria de esclerose lateral amiotrófica, uma doença degenerativa.

- É uma grande honra a oportunidade de comandar a ATP durante o que é, sem dúvida, um dos períodos mais emocionantes da história do tênis profissional masculino. Estou ansioso para começar a minha nova função e vou trabalhar duro junto da equipe da ATP, jogadores, direção de torneios e parceiros para aproveitarmos todo o potencial do nosso esporte nos próximos anos - disse Kermode, que terá contrato de três anos: ele assume no dia 1º de janeiro de 2014.

Apesar da demora em definir o substituto de Drewett, a escolha do novo mandatário da ATP aconteceu em votação unânime pelo conselho da entidade. Presidente do Conselho de Jogadores, o suíço Roger Federer divulgou um comunicado comentando a definição de Kermode como presidente da ATP.

"Em nome de todos os jogadores, estou feliz em dar as boas vindas a Chris como nosso novo presidente. Ele tem muita experiência por ter trabalhado em diferentes cargos no tênis e tem todos os atributos necessários para conduzir a ATP para frente durante este período de popularidade e sucesso sem precedentes, escreveu o ex-número um do mundo.

Outro que comentou a escolha de Kermode foi o também britânico Andy Murray. O campeão de Wimbledon disse conhecer o dirigente há anos e que ele se dá muito bem com os jogadores.

- Chris fez um ótimo trabalho em Queen's e nas Finais da ATP e estou ansioso para trabalhar com ele em sua nova função - disse Murray.