icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
13/03/2014
14:45

Um acidente impressionante marcou a última quarta-feira nos Jogos Sul-Americanos, que estão ocorrendo em Santiago, no Chile. A ciclista chilena Irene Aravena, de 27 anos, que competia na prova por equipes, no velódromo Peñalolén, não detectou a sinalização de que uma barreira móvel estava na pista e se chocou com o objeto.

Um funcionário da organização estava na pista com uma bandeira vermelha, sinalizando que havia um objeto na pista. Em alta velocidade, Irene ignorou, acertou o objeto, deu uma cambalhota e quebrou a bicicleta em duas partes. Após o ocorrido, o pai da atleta, Manuel Aravena, ex-campeão pan-americano de ciclismo e atualmente técnico, ingressou na pista enquanto a filha era atendida.

Ela foi levada à Clínica Santa Maria sde Santiago, com a perna esquerda imobilizada. O diagnóstico constatou uma fratura do fêmur e o joelho rompido. Ela tem o estado de saúde considerado estável, passou por uma cirurgia e tem o tempo de recuperação estimado em seis meses.

Vale lembrar que o time chileno brigava pela medalha de ouro na prova, que acabou ficando com a Venezuela. A prata foi da Colômbia e o Brasil herdou o bronze, competindo com Gabriela Nishi e Wellyda dos Santos.