icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
29/11/2014
17:20

O Chelsea viajou até Sunderland neste sábado para enfrentar o time local pela 13ª rodada do Campeonato Inglês, e apenas pela terceira vez no torneio saiu sem a vitória. O time sofreu bastante fora de casa contra os Black Cats, e ficaram apenas no empate sem gols. Mesmo assim, o resultado deixa o time ainda tranquilo na liderança da Premier League.

Com o resultado, o Chelsea chega aos 33 pontos na tabela e abre sete pontos do Southampton, e nove em cima do Manchester City, que vêm logo atrás na tabela. Porém, os dois times se enfrentam neste domingo, e pelo menos um pode se aproximar dos Blues.

Embora José Mourinho negasse, o Chelsea entrou em campo com a sombra de ter perdido para o Sunderland na temporada passada, que quebrou a longa invencibilidade do português no Stamford Bridge de 78 jogos. Além disso, foi o último time a derrotar os Blues na Premier League. E a equipe, apesar de ter entrado em campo perto da zona de rebaixamento, deu muito trabalho aos visitantes.

O Chelsea teve os seus principais astros, como Hazard, Fàbregas, Diego Costa... Mas mesmo assim, teve muitas dificuldades em penetrar a área do Sunderland. A primeira chance veio só aos 16 minutos em chute de fora da área de Willian. Acabou batendo na trave. Então, o time começou a insistir nisso, o camisa 10 e Matic arriscaram mais algumas vezes, mas sempre bloqueados.

Jogo teve momentos pegados (Foto: Reprodução/ Twitter)

O Sunderland mostrava solidez, e aos poucos buscava o ataque. E teve boas oportunidades. A melhor delas com o zagueiro Vergini, que recebe dentro da área e acabou colocando a bola na trave.

Para o segundo tempo os times vieram iguais e a partida ficou equilibrada. Diego Costa mostrou até certo nervosismo e chegou a entrar em uma rápida confusão. E as melhores oportunidades do Chelsea seguiam de chutes longos. Desta vez foi a vez de Fàbregas arriscar, mas nada de bola para dentro do gol.

Conforme o jogo chegava na reta final, o Sunderland atacava mais, e teve até grande chance com Wickham, mas Courtois salvou. Do outro lado, Mourinho colocou Drogba, Remy e Schürrle nos lugares de Diego Costa, Oscar e Willian. E foi Johnson que quase abriu o placar duas vezes.