icons.title signature.placeholder Marcelo Resende
16/06/2014
16:14

A vitória da Argentina sobre a Bósnia no jogo de estreia do Maracanã, por 2 a 1, neste domingo, foi comemorada pelo governo estadual do Rio. A euforia é explicada pelos R$ 111,5 milhões movimentados por cerca de 50 mil argentinos que invadiram a cidade, nos últimos três dias.

A média de consumo por cada torcedor hermano foi de mil dólares (R$ 2,2 mil). Os dados são da Secretaria Estadual de Turismo do Rio de Janeiro, comandada pelo secretário Cláudio Magnavita, que comentou os números, mostrando-se otimista para o restante da Copa do Mundo.

- Temos em torno de 50 mil argentinos no Rio com um gasto médio de mil dólares de cada [torcedor] em três dias. Isso nos deixa a conta de pelo menos US$ 50 milhões (R$ 111,5 milhões) em uma passagem curta e nos traz prognósticos ainda melhores para a sequência da Copa - disse Magnavita.

O Maraca é deles? Argentinos tocam terror na estreia da Copa

Em relação à chegada de latino-americanos ao Rio, o secretário informou que o governo espera cerca de 150 mil em todo o Mundial. Por causa disso, Magnavita considerou ser necessário que não só o Rio, mas também todo o Brasil, adote o espanhol como segunda língua na comunicação pelas cidades.

Frente aos números do Grande Prêmio Fórmula 1 de São Paulo de 2012, os números argentinos mostram-se modestos. Na ocasião, a cidade paulista recebeu cerca de 70 mil turistas, que acrescentaram R$ 230 milhões à economia do país, entre investimentos de empresas particulares e gastos de turistas, de acordo com a São Paulo Turismo.

Pensando nos negóciose aumentar sues números, o governo do Rio torce por uma final entre seleções da América Latina.

- Queremos uma final latina, pois o turismo irá quebrar todos os recordes - finalizou Magnavita.