icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
11/03/2014
10:36

A Red Bull não teve concorrentes à altura nos últimos anos na Fórmula 1, tanto que o piloto alemão Sebastian Vettel sagrou-se tetracampeão de forma seguida. Entretanto, os treinos de pré-temporada da principal categoria do automobilismo mundial mostraram que este ano duas equipes podem ameaçar os taurinos: Mercedes e Williams.

Neste cenário, o chefe da Red Bull, Christian Horner, admitiu que a equipe vem em uma pegada inferior. Após viver problemas nos treinos de Jerez de la Frontera (ESP) e Sakhir (BAR), ele vê o favoritismo mais próximo da Mercedes, de Lewis Hamilton e Nico Rosberg.

- Vocês podem muito bem ver mais um domínio na Fórmula 1. Talvez não da nossa equipe, mas da Mercedes. Se eles terminarem duas voltas na frente do resto em Melbourne, não seria surpresa, baseado no que vimos nos testes da pré-temporada - falou Horner, a respeito do Grande Prêmio da Austrália, no próximo domingo.

O mandatário da equipe atual campeã da F-1 ainda lembrou que o time de motores Renault pode reagir na categoria:

- Às vezes, para encontrar o limite, você deve passar do limite. Caso contrário, não sabe onde ele está. Nós preferimos fazer um carro rápido ficar confiável do que fazer um carro confiável ficar rápido. Esse outro caminho é muito mais difícil, e eu acho que o nosso carro é bom.

Este ano, além de Vettel, a equipe taurina trouxe o australiano Daniel Ricciardo para formar a equipe. No ano passado, a segunda vaga era de Mark Webber, que deixou a F-1 para competir no Mundial de Endurance.