icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
09/02/2015
14:58

A decisão da Fórmula 1 de não permitir o retorno da Marussia ao grid de competições no GP da Austrália deixou o ex-chefe da Minardi Gian Carlo enfurecido. Mudanças na regra impediram o uso de um modelo 2014 na atual temporada. 

- Foi um absurdo e um comportamento antidesportivo. Se você se livra de duas 'Cinderelas' (Minardi e Caterham), o grid fica reduzido, assim, a última fila será ocupada por times com um orçamento e ambições muito maiores. - disse Gian ao site Autosport.com

Minardi ainda fez uma relação com as temporadas 1996/97 da Fórmula 1, quando teve que defender o interesse de equipes menores.

- Essa situação me lembra de quando tive que defender duramente as equipes menores contra a força dos construtores. Eu disse que sem times competindo com uma grande paixão, mesmo que com recursos limitados, a última fila seria composta por grandes construtores. - declarou o italiano

Gian Carlo ainda disse que espera por uma reviravolta no caso.

- Eu espero que essa não seja a decisão final, e que ainda haja espaço para a razão - finalizou o ex-chefe da equipe