icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
24/11/2013
09:00

Neste fim de semana, a Fórmula 1 tem seu último desafio da temporada: o GP de Interlagos. Enquanto os carros se preparam para a largada deste domingo, um integrante especial desse campeonato coordena o Oceano Atlântico em um veleiro de 40 pés. Mike Gascoyne é o chefe da escuderia Caterham e também velejador da Transat Jacques Vabre. A bordo do Catherham Challenge, o ex-engenheiro de Ayrton Senna faz o percurso de quase 10 mil quilômetros entre Le Havre, na França, e Itajaí, no Brasil.

- Este ano, obviamente, não estou presente na corrida por estar a bordo de um barco a caminho de Itajaí. É uma situação estranha pensar em todos os detalhes de uma prova de F1 de longe, numa regata transatlântica. No frio e úmido barco de 40 pés, bem no meio do Atlântico, eu penso como é seguro e cheio de mordomias o ambiente do automobilismo - brincou Mike Gascoyne.

De longe, o chefe da escuderia manda um recado à sua equipe.

- Desejo a todos no pitlane um fim de semana de corrida seguro, agradável e bem sucedido, especialmente para a equipe Caterham F1. Estou participando de um desafio pessoal, mas torço por vocês.

O barco Caterham Challenge ocupa uma posição intermediária na Transat Jacques Vabre. É o 10º colocado entre os 26 participantes. Medindo na Classe 40, o veleiro de Mike Gascoyne e Brian Thompson deve chegar a Itajaí (SC) apenas em dezembro.