icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
23/11/2014
08:23

Chapecoense e Botafogo será mais uma decisão no Campeonato Brasileiro. Parece uma afirmação estranha visto que ambos passam bem longe de de uma colocação considerada positiva na competição. Porém, ambos vão decidir se continuam ou não na Série A neste domingo, às 19h30, na Arena Condá, em Chapecó. Quem vencer dá um passo importante para fugir da zona de rebaixamento. Quem perder está praticamente rebaixado para a Segunda Divisão.

O CAÇADOR DE CARIOCAS?

Embalado pela surpreendente, mas contundente goleada sobre o Fluminense na última quarta-feira, a Chapecoense receberá o Botafogo, neste domingo, na Arena Condá, às 19h30, em Chapecó, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro. Em confronto direto na luta contra o rebaixamento, os jogadores do time alviverde, segundo palavras do técnico Celso Rodrigues, está preparado para fazer o "jogo das vidas".

A vitória sobre o Tricolor tirou a Chapecoense da zona de rebaixamento e ocupa agora a 15ª colocação na tabela de classificação. Porém, a equipe ainda não garantiu a permanência do time na Série A do ano que vem. Um triunfo em casa diante dos alvinegros será mais um passo importante neste sentido. Celso Rodrigues, que reestreou contra o Fluminense, espera o Botafogo saindo para o jogo na Arena Condá. Segundo ele, o seu time terá de se expôr, pois precisa da vitória. Entretanto, ressaltou que será preciso jogar com inteligência.

- O Botafogo ainda tem chances e vai com tudo para Chapecó. Só que nós também vamos fazer o jogo das nossas vidas. Para mim, na nossa situação, o próximo jogo é sempre o mais importante - disse o treinador.

Único desfalque do time será o zagueiro Douglas Grolli, que levou terceiro cartão amarelo contra o Fluminense. Danny Morais, ex-Botafogo, deverá ser o escolhido pelo treinador como substituto do titular.

NOITE PARA MATAR OU MORRER

Há 12 anos, o Botafogo foi rebaixado pela primeira vez para a Segunda Divisão do Campeonato Brasileiro e não quer ver o filme se repetir nesta temporada. Mas como a situação é muito adversa visto que o Glorioso precisa tirar uma diferença de cinco pontos faltando apenas nove em disputa, os próprios jogadores encaram o duelo diante da Chapecoense, neste domingo, como a última cartada na Série A.

- Viemos para vencer e para jogar de igual para igual, tentando a vitória que é o que nos resta hoje. São muitos jogadores jovens. Citamos o exemplo do Gegê, que é jovem ainda. Tinha que estar o Seedorf ali, o Gegê entrar aos 30 do segundo tempo para dar corpo para ele. Não pode numa situação dessa o Gegê ter que resolver. Sempre que tem jogadores experientes ajuda. Esse jogo contra a Chapecoense vai ser mais um duro teste para esses jovens - afirmou o volante Marcelo Mattos.

Tendo apenas Airton e Carlos Alberto como desfalques mais importantes, o técnico Vagner Mancini vai repetir o time titular que perdeu para o Figueirense, na quarta-feira. Desta maneira, Jobson segue sendo a referência do time no setor ofensivo e a trinca de volantes com Marcelo Mattos, Gabriel e Bolatti ganha outra chance.

CAMPEONATO BRASILEIRO
CHAPECOENSE X BOTAFOGO
Data/Local: 23/11/2014, às 19h30, na Arena Condá (SC)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Marcelo Bertanha Barison (RS)

CHAPECOENSE: Danilo, Fabiano, Rafael Lima, Danny Morais e Rodrigo Biro; Bruno Silva, Abuda, Dedé, Camilo, Tiago Luís, Leandro. TÉCNICO: Celso Rodrigues.

BOTAFOGO: Jefferson, Régis, Dankler, André Bahia e Junior Cesar; Marcelo Mattos, Bolatti, Gabriel e Murilo; Jobson e Bruno Correa. TÉCNICO: Vagner Mancini.