icons.title signature.placeholder Alexandre Araújo, Daniel Guimarães e João Matheus Ferreira
30/07/2014
07:25

A chapa "Sempre Vasco", que foi uma das que motivou o presidente da Assembleia Geral, Olavo Monteiro de Carvalho, a mudar a data da eleição na última sexta-feira para o dia 11 de novembro, já está se movimentando para que o pleito não seja realizado no próximo dia 6 de agosto.

Os advogados do grupo, liderado por Julio Brant, Edmundo, Léo Gonçalves e companhia, devem entrar com uma ação na Justiça ainda nesta semana para reivindicar que a primeira mudança seja definitiva. A alteração, inclusive, pegou todos da chapa de surpresa.

Até o presente momento, as outras chapas, de Nelson Rocha (Vira Vasco) e Tadeu Correia (Vasco Passado a Limpo) ainda não sinalizaram que vão entrar com ação judicial. Na semana passada, o grupo da Sempre Vasco tentou sem sucesso adiar a eleição na 19ª Vara Cívil, curiosamente, a mesma em que o grupo de Eurico Miranda obteve a vitória de ontem.

O grupo "Sempre Vasco" diz ter como base artigos do estatuto do clube que falam que o presidente da Assembleia Geral tem o poder de definir a data do pleito e que, portanto, deve ocorrer em novembro.