icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
23/07/2014
18:07

Nem mesmo aposentado do esporte a vida de Chael Sonnen se livra de polêmicas. Depois de ser flagrado em dois exames de antidoping surpresa, o falastrão americano teve de encarar uma audiência junto a Comissão Atlética do Estado de Nevada para saber se os casos de doping lhe renderiam suspensões ou se o mesmo teria a liberação - assim como Vitor Belfort teve na mesma tarde desta quarta-feira. 

Depois de dar explicações a respeito do uso das substâncias ilegais as quais foi flagrado, o americano se negou a falar qualquer coisa em sua defesa, se declarou como "culpado" e acabou suspenso por dois anos do MMA.

Além do gancho, Sonnen terá de prestar serviço a Comissão Atlética de Nevada para instruir atletas a respeito de exames antidoping, além de ajudar a comissão a melhorar o tratamento relacionado ao assunto no futuro. Por último, Chael terá de reembolsar todos os custos da comissão durante os exames feitos.

Sonnen foi flagrado em dois exames: um realizado em maio e outro em junho. No primeiro, o lutador teve anastrozol e clomifeno detectados no organismo. Ambas as substâncias fazem parte da lista de proibições da WADA (Agência Mundial Antidoping). Após o caso, o mesmo anunciou sua aposentadoria do esporte. Dias depois, outro exame antidoping surpresa realizado no atleta teve seu resultado revelado. Na ocasião, o flagra foi para o uso de GH (para crescimento) e EPO (usado para aumento de resistência).

Vale lembrar que Chael Sonnen volta a se apresentar pelo evento de luta agarrada Matemoris 4, que acontece no dia 9 de agosto, em Los Angeles (EUA). O americano terá pela frente o brasileiro André Galvão, um dos maiores nomes do jiu-jitsu no mundo.