icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
21/04/2014
07:33

Os últimos anos do nadador Cesar Cielo têm sido de trocas de clubes. Depois de defender o Pinheiros por sete temporadas, ele passou por Flamengo e Clube de Campo de Piracicaba. Nesta segunda-feira, o velocista começa a defender uma nova agremiação. O campeão olímpico e mundial faz sua estreia nacional pelo Minas Tênis Clube, no Troféu Maria Lenk, no parque aquático do Ibirapuera, em São Paulo (SP).

Cielo defendeu o Pinheiros entre 2003 e 2009. Em 2010, assinou com o Flamengo, clube que defendeu até o fim de 2012, quando a nova diretoria do Rubro-Negro cortou os gastos com sua equipe de natação.

Em 2013, ele optou por uma agremiação menor e acertou com o Clube de Campo de Piracicaba. Tanto no período no Flamengo quando no clube paulista, Cielo passava a maior parte do tempo treinando nos Estados Unidos.

Em março deste ano, o nadador optou por voltar a treinar no Brasil até os Jogos Olímpicos Rio-2016. Para isso, acertou com o Minas, atual campeão do Maria Lenk.

- Depois do Mundial em 2013, já estava pensando que precisava de um time grande, com essa super estrutura do Minas e aí foi só dar continuidade. Hoje, sei que posso nadar bem qualquer prova, me sinto confortável e precisava ver o pessoal na piscina - disse Cielo.

E é com o espírito de ajudar o clube a se manter no topo do pódio que o nadador de 27 anos selecionou seis provas. Nesta segunda, nada o 4x50m livre. Na quarta-feira será a vez dos 50m livre. Na sexta, ele compete nos 50m borboleta e no 4x100m livre. Por fim, no sábado, nada os 100m livre e o 4x100m medley.

Cielo já representou o Minas no Metropolitano, na piscina do clube, em Belo Horizonte (MG), em março. Mas essa será sua primeira grande competição pelo novo clube. E também sob o comando do técnico australiano Scott Volkers.

- Nada de expectativa individual muito grande. Eu conversei com o Scott e definimos que vamos nadar para fazer as melhores provas, ajudar o clube a manter o título e colocar o maior número possível de atletas na Seleção - afirmou o atleta.

Morando em Belo Horizonte desde 12 de março, Cielo só disputou duas competições em 2014. Em fevereiro, no GP de Orlando (EUA), foi prata nos 50m livre e ouro nos 100m livre. No Metropolitano, venceu os 100m livre, 50m borboleta e 50m livre. Nesta última, fez 21s74, então o melhor tempo do mundo no ano. Hoje, caiu para terceiro.

Maria Lenk vale vaga no Pan-Pacífico

A edição 2014 do Troféu Maria Lenk é a última das três seletivas para o Pan-Pacífico, que será realizado em agosto, em Gold Coast, na Austrália. Além disso, a competição é a penúltima eliminatória para os Jogos da Juventude, em agosto, em Nanquim (CHN).

Uma novidade na edição deste ano será a realização de uma prova extra, a meia maratona de 5 quilômetros, na raia da USP, no sábado, às 13h30 (de Brasília).

Nomes como Poliana Okimoto, Ana Marcela Cunha, Samuel de Bona e Allan do Carmo estarão presentes nas provas de fundo em piscina (800m e 1.500m livre) e também na meia maratona.

Por ainda ser um teste, a prova não valerá pontos para os clubes.

Competição volta para São Paulo após 14 anos

Após 14 anos, o Campeonato Brasileiro Absoluto de Natação volta a ser disputado em São Paulo. Na ocasião, em 2000, o Vasco da Gama foi o campeão.

Em sua 54 edição, será a primeira vez que a competição será realizada em São Paulo sob o nome de Troféu Maria Lenk. Antes chamado de Troféu Brasil, teve seu nome alterado antes dos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro, em 2007, por conta do falecimento da ex-nadadora Maria Lenk.

A edição deste ano contará com cerca de 350 nadadores, de 42 clubes. As maiores delegações são as do Esporte Clube Pinheiros (75 nadadores), Corinthians (57) e Minas Tênis Clube (42). Os principais nadadores do país estarão presentes. Além de Cielo, vão competir Thiago Pereira, Bruno Fratus, Felipe França, Felipe Lima, entre outros.

O campeonato será disputado a partir desta segunda-feira até sábado. As eliminatórias começam às 9h30 (de Brasília) e as finais serão às 17h.