icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
31/07/2013
12:12

O capitão e ídolo são-paulino Rogério Ceni não mostra desenvoltura apenas nas entrevistas em português, concedidas geralmente na saída do gramado ao fim das partidas ou em raras coletivas pós-jogo. Na chegada do Tricolor a Munique, nesta terça-feira, o camisa 01 se virou bem em inglês ao bater um papo com a equipe de comunicação da Copa Audi.

- É um prazer estar aqui com o São Paulo, trazer o nome do clube à Europa. Para mim é especial, pois estive aqui em 2006 com a Seleção Brasileira durante a Copa do Mundo e voltar com meu time, pelo qual jogo há 20 anos, no meu último ano de carreira, seria legal conquistar um título como esse. Acho que o Bayern vive um momento especial agora com a chegada de Pep Guardiola, que muda o estilo de jogo. Há também o Milan e o Manchester City... Sou fã de bom futebol, bons jogadores e acho que Guardiola está começando a mudar o estilo de jogo alemão. Não sei se vencerá todos os títulos que a equipe ganhou no ano passado, mas é uma nova era, um novo tempo para o futebol alemão - disse Ceni, que foi o terceiro goleiro da Seleção em 2006.

Desde que a delegação do São Paulo chegou à Alemanha, Rogério Ceni tem sido o atleta mais assediado por fãs, incluindo não só os brasileiros e torcedores do Tricolor, mas também os próprios alemães e até japoneses. A equipe enfrenta nesta quarta-feira o Bayern de Munique, pela semifinal da Copa Audi, na Allianz Arena, às 15h30 (horário de Brasília).

O capitão e ídolo são-paulino Rogério Ceni não mostra desenvoltura apenas nas entrevistas em português, concedidas geralmente na saída do gramado ao fim das partidas ou em raras coletivas pós-jogo. Na chegada do Tricolor a Munique, nesta terça-feira, o camisa 01 se virou bem em inglês ao bater um papo com a equipe de comunicação da Copa Audi.

- É um prazer estar aqui com o São Paulo, trazer o nome do clube à Europa. Para mim é especial, pois estive aqui em 2006 com a Seleção Brasileira durante a Copa do Mundo e voltar com meu time, pelo qual jogo há 20 anos, no meu último ano de carreira, seria legal conquistar um título como esse. Acho que o Bayern vive um momento especial agora com a chegada de Pep Guardiola, que muda o estilo de jogo. Há também o Milan e o Manchester City... Sou fã de bom futebol, bons jogadores e acho que Guardiola está começando a mudar o estilo de jogo alemão. Não sei se vencerá todos os títulos que a equipe ganhou no ano passado, mas é uma nova era, um novo tempo para o futebol alemão - disse Ceni, que foi o terceiro goleiro da Seleção em 2006.

Desde que a delegação do São Paulo chegou à Alemanha, Rogério Ceni tem sido o atleta mais assediado por fãs, incluindo não só os brasileiros e torcedores do Tricolor, mas também os próprios alemães e até japoneses. A equipe enfrenta nesta quarta-feira o Bayern de Munique, pela semifinal da Copa Audi, na Allianz Arena, às 15h30 (horário de Brasília).