icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
07/04/2014
21:36

Quando anunciou que se aposentaria do futebol no fim desta temporada em entrevista coletiva na última quinta-feira, Rogério Ceni preferiu não se alongar no assunto. Passados cinco dias das declarações dadas no CT da Barra Funda, o goleiro foi entrevistado pelo canal SporTV e falou mais abertamente sobre os planos - ainda indefinidos - para depois do Campeonato Brasileiro deste ano.

- Escolhi tomar a decisão antes para ter mais tempo para assimilar, são quase nove meses para entender isso. Mas não tem muito como planejar, porque a vida tem muitas mudanças, muitas surpresas. Ser presidente (como foi sugerido pelo zagueiro Rodrigo Caio) é difícil, mas ser técnico é algo que depende única e exclusivamente de mim - afirmou o capitão tricolor.

Ceni ressaltou diversas vezes a dificuldade em traçar um caminho para a vida como ex-jogador, mas não deixou de deixar clara a intenção de se aventurar na carreira de treinador. E para não chegar despreparado ao cargo, o maior ídolo da história do São Paulo espera aprender pessoalmente com os melhores técnicos do futebol europeu.

- O que eu pretendia era passar uns meses nos Estados Unidos para aperfeiçoar meu inglês e depois pegar o verão europeu para estudar com quem admiro, como o Pep Guardiola (do Bayern de Munique), o José Mourinho (do Chelsea). Já fiz isso uma vez no Real Madrid e no Barcelona. Só não vou planejar muito, vou seguindo as curvas da vida - exaltou.