icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
18/04/2014
21:46

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) se pronunciou oficialmente na noite desta sexta-feira sobre a interrupção da partida entre Portuguesa e Joinville, na Arena Joinville, válida pela primeira rodada da Série B do Brasileirão. Em nota lida no "Jornal Nacional", da Rede Globo, a enditade afirmou que o abandono de campo por parte dos jogadores lusitanos será julgado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportivo (STJD).

Os jogadores da Lusa saíram de campo aos 17 minutos do primeiro tempo, com o jogo empatado por 0 a 0, por conta de uma liminar que devolve o clube temporariamente à Série A do Campeonato Brasileiro.

VEJA ABAIXO A NOTA DIVULGADA PELA CBF:

"O ato apresentado ao delegado do jogo não tem nenhum eficácia jurídica pois foi proferido por juíza incompetente e que descumpriu determinação do Superior Tribunal de Justiça, que decidiu que o juiz competente é a 2ª vara civil, da Barra da Tijuca, do Rio de Janeiro, que proferiu decisão contrária. A Portuguesa, apesar de advertida pelo juiz da partida, que deveria ter dado continuidade à partida, optou por não voltar, o que configura abandono de jogo ou WO, que será apreciado e julgado pelo STJD."