icons.title signature.placeholder João Pires
icons.title signature.placeholder João Pires
18/07/2013
15:00

O imbróglio está armado. Após a CBF anunciar que seria a administradora da Seleção Brasileira de beach soccer, a Confederação Brasileira da modalidade (CBBS) anunciou, na última sexta-feira, a convocação da Seleção para o Mundial do Taiti, que será disputado entre 18 e 28 de setembro. A CBF, por sua vez, não reconhece a lista e também fará sua própria convocação.

A CBBS divulgou a lista dos 25 jogadores que devem se apresentar no próximo dia 29 para iniciar a preparação para o torneio. Segundo Andrey Valério, que foi confirmado como técnico da Seleção pela CBBS, todos os jogadores foram consultados e se mostraram à disposição. O treinador ainda voltou se posicionar a favor da Confederação na administração do beach soccer.

- A constituição federal diz que quem reje os esportes são as confederações das modalidades. Então, nós (CBBS) estamos fazendo a nossa parte. Conversei com todos antes de convocar e eles mostraram-se à disposição. Mas todos também querem ver um fim neste imbróglio entre CBBS e CBF - disse Andrey.

Por outro lado, em contato com o LANCE!Net, a assessoria de imprensa da CBF, que confirmou Júnior Negão como o treinador da equipe na semana passada, reafirmando a confusão, disse não ter conhecimento da convocação feita pela CBBS e deixou claro que ainda irá convocar a Seleção normalmente para o Mundial.

Ao anunciar que seria a nova administradora da Seleção de beach soccer, a CBF encontrou respaldo em uma resolução da Fifa, que reconhece apenas a entidade como responsável pelo futebol, e todas as suas vertentes, no país.

Ciente da confusão, Andrey Valério pede por soluções rápidas a favor da Seleção Brasileira de beach soccer, que tenta reconquistar o mundo, já que no último Mundial da modalidade, em 2011, na Itália, foi vice-campeã para a Rússia:

- No próximo mês temos que mandar 18 nomes para a Fifa e em setembro dizer quem serão os 12 nomes no Mundial. Acho que deveríamos nos unir agora pelo Mundial e depois sentar para discutir os rumos da modalidade. Já disse que quero o bem do beach soccer e se for necessário deixo até de ser técnico.

Enquanto o Mundial se aproxima e algumas equipes já treinam para o torneio, o Brasil segue confuso por conta do problema. Em breve, assim que a CBF anunciar sua lista, a Seleção Brasileira terá duas convocações distintas para o Mundial. A única pergunta que fica é a qual delas os atletas atenderão?

O imbróglio está armado. Após a CBF anunciar que seria a administradora da Seleção Brasileira de beach soccer, a Confederação Brasileira da modalidade (CBBS) anunciou, na última sexta-feira, a convocação da Seleção para o Mundial do Taiti, que será disputado entre 18 e 28 de setembro. A CBF, por sua vez, não reconhece a lista e também fará sua própria convocação.

A CBBS divulgou a lista dos 25 jogadores que devem se apresentar no próximo dia 29 para iniciar a preparação para o torneio. Segundo Andrey Valério, que foi confirmado como técnico da Seleção pela CBBS, todos os jogadores foram consultados e se mostraram à disposição. O treinador ainda voltou se posicionar a favor da Confederação na administração do beach soccer.

- A constituição federal diz que quem reje os esportes são as confederações das modalidades. Então, nós (CBBS) estamos fazendo a nossa parte. Conversei com todos antes de convocar e eles mostraram-se à disposição. Mas todos também querem ver um fim neste imbróglio entre CBBS e CBF - disse Andrey.

Por outro lado, em contato com o LANCE!Net, a assessoria de imprensa da CBF, que confirmou Júnior Negão como o treinador da equipe na semana passada, reafirmando a confusão, disse não ter conhecimento da convocação feita pela CBBS e deixou claro que ainda irá convocar a Seleção normalmente para o Mundial.

Ao anunciar que seria a nova administradora da Seleção de beach soccer, a CBF encontrou respaldo em uma resolução da Fifa, que reconhece apenas a entidade como responsável pelo futebol, e todas as suas vertentes, no país.

Ciente da confusão, Andrey Valério pede por soluções rápidas a favor da Seleção Brasileira de beach soccer, que tenta reconquistar o mundo, já que no último Mundial da modalidade, em 2011, na Itália, foi vice-campeã para a Rússia:

- No próximo mês temos que mandar 18 nomes para a Fifa e em setembro dizer quem serão os 12 nomes no Mundial. Acho que deveríamos nos unir agora pelo Mundial e depois sentar para discutir os rumos da modalidade. Já disse que quero o bem do beach soccer e se for necessário deixo até de ser técnico.

Enquanto o Mundial se aproxima e algumas equipes já treinam para o torneio, o Brasil segue confuso por conta do problema. Em breve, assim que a CBF anunciar sua lista, a Seleção Brasileira terá duas convocações distintas para o Mundial. A única pergunta que fica é a qual delas os atletas atenderão?