icons.title signature.placeholder João Pires
icons.title signature.placeholder João Pires
31/07/2013
06:30

Após anunciar a convocação da Seleção Brasileira e marcar a apresentação para o dia 29 de julho (última segunda-feira), a Confederação Brasileira de Beach Soccer adiou a data para os jogadores se apresentarem. Segundo o presidenete da entidade, Marcos Fábio Spironelli, a mudança foi feita devido ao imbróglio entre a CBBS e a Confederação Brasileira de Futebol.

- A apresentação dos jogadores foi adiada por conta da questão jurídica com a CBF. Estamos aguardando um posicionamento deles (CBF) e já enviamos um documento pedindo para que eles revejam a posição - disse Spinorelli, ao LANCE!Net.

A CBF anunciou no início deste mês que passaria a ser a administradora da Seleção de beach soccer, respaldada em uma resolução da Fifa que reconhece apenas a entidade como gestora do futebol e todas as suas vertentes no país. A CBBS, entretanto, ainda briga para se manter no controle da modalidade no Brasil.

Ignorando o anuncio feito pela CBBS de que Andrey Valério seria o técnico da Seleção, a CBF anunciou no início deste mês Júnior Negão como o comandante da equipe nacional.

Em contato com o L!Net, a assessoria da CBF já havia dito que não reconhece a convocação da CBBS, feita por Andrey, e que fará a sua normalmente. Enquanto a lista da CBF não sai, o Brasil segue sem definição antes do Mundial Fifa de beach soccer, que será disputado no Taiti, entre 18 e 28 de setembro.

Na competição, o Brasil terá a missão de reconquistar o mundo no beach soccer. No Mundial de 2011, em Dubai, nos Emirados Árabes, a Seleção Brasileira ficou com o vice-campeonato após perder para a Rússia na decisão.

Toda a confusão envolvendo as duas entidades foi confirmada por Daniel Nogueira, jogador do beach soccer do Flamengo e que está na lista de convocados da CBBS. Ao L!Net, o atleta relatou que sequer sabia da data de apresentação para os jogadores da lista e pediu que CBF e CBBS entrem em um acordo em prol do esporte.

COM A PALAVRA
Daniel Nogueira
Defensor do Flamengo e tetracampeão mundial (2006, 07, 08 e 09), com a Seleção Brasileira de beach soccer

Isso tudo é muito prejudicial para nós jogadores e para o esporte. Não há nenhuma definição e nós não sabemos de nada. O beach soccer está em decadência e não há nenhum sinal de melhoras. Não sei o que fazer e nem o que vai acontecer, está uma confusão, os jogadores estão todos perdidos com isso.

Eu não ia me apresentar se a apresentação fosse mesmo ontem (segunda-feira), eu não sabia que estava marcado para esta data. Sequer fiquei sabendo que havia sido adiada. Eles (CBF e CBBS) têm que conversar para definir o melhor para o esporte.

Tem muita coisa sendo prejudicada com isso. No Flamengo, por exemplo, nós não estamos treinando por falta de calendário.

Após anunciar a convocação da Seleção Brasileira e marcar a apresentação para o dia 29 de julho (última segunda-feira), a Confederação Brasileira de Beach Soccer adiou a data para os jogadores se apresentarem. Segundo o presidenete da entidade, Marcos Fábio Spironelli, a mudança foi feita devido ao imbróglio entre a CBBS e a Confederação Brasileira de Futebol.

- A apresentação dos jogadores foi adiada por conta da questão jurídica com a CBF. Estamos aguardando um posicionamento deles (CBF) e já enviamos um documento pedindo para que eles revejam a posição - disse Spinorelli, ao LANCE!Net.

A CBF anunciou no início deste mês que passaria a ser a administradora da Seleção de beach soccer, respaldada em uma resolução da Fifa que reconhece apenas a entidade como gestora do futebol e todas as suas vertentes no país. A CBBS, entretanto, ainda briga para se manter no controle da modalidade no Brasil.

Ignorando o anuncio feito pela CBBS de que Andrey Valério seria o técnico da Seleção, a CBF anunciou no início deste mês Júnior Negão como o comandante da equipe nacional.

Em contato com o L!Net, a assessoria da CBF já havia dito que não reconhece a convocação da CBBS, feita por Andrey, e que fará a sua normalmente. Enquanto a lista da CBF não sai, o Brasil segue sem definição antes do Mundial Fifa de beach soccer, que será disputado no Taiti, entre 18 e 28 de setembro.

Na competição, o Brasil terá a missão de reconquistar o mundo no beach soccer. No Mundial de 2011, em Dubai, nos Emirados Árabes, a Seleção Brasileira ficou com o vice-campeonato após perder para a Rússia na decisão.

Toda a confusão envolvendo as duas entidades foi confirmada por Daniel Nogueira, jogador do beach soccer do Flamengo e que está na lista de convocados da CBBS. Ao L!Net, o atleta relatou que sequer sabia da data de apresentação para os jogadores da lista e pediu que CBF e CBBS entrem em um acordo em prol do esporte.

COM A PALAVRA
Daniel Nogueira
Defensor do Flamengo e tetracampeão mundial (2006, 07, 08 e 09), com a Seleção Brasileira de beach soccer

Isso tudo é muito prejudicial para nós jogadores e para o esporte. Não há nenhuma definição e nós não sabemos de nada. O beach soccer está em decadência e não há nenhum sinal de melhoras. Não sei o que fazer e nem o que vai acontecer, está uma confusão, os jogadores estão todos perdidos com isso.

Eu não ia me apresentar se a apresentação fosse mesmo ontem (segunda-feira), eu não sabia que estava marcado para esta data. Sequer fiquei sabendo que havia sido adiada. Eles (CBF e CBBS) têm que conversar para definir o melhor para o esporte.

Tem muita coisa sendo prejudicada com isso. No Flamengo, por exemplo, nós não estamos treinando por falta de calendário.